'Ratinho' pode guardar o segredo para viagens às estrelas

Arganaz consegue igualar sua temperatura à do ambiente, reduzindo o metabolismo e o consumo de energia

Rafael Rigues 15/01/2020 15h15
Arganaz hibernando
A A A

Um minúsculo roedor nativo da Europa pode guardar o segredo para que a humanidade possa, um dia, viajar até as estrelas. Um dos principais desafios desta jornada é o tempo necessário: dezenas de milhares de anos para chegar a Alpha Centauri, a estrela mais próxima de nós, usando foguetes atuais. Além disso, seriam necessárias enormes quantidades de combustível e alimentos para sustentar uma tripulação.


Uma forma de amenizar pelo menos um destes problemas é a hibernação: reduzindo o metabolismo de um organismo o consumo de energia também é reduzido, e menos alimentos são necessários para manter o corpo funcionando. Infelizmente nós, humanos, não sabemos hibernar. Pelo menos não naturalmente.

Mas o Arganaz sabe, e faz isso muito bem. Este “ratinho” é capaz de reduzir a temperatura corporal para que se iguale à do ambiente, até um mínimo de 2 °C. Assim seu metabolismo também é reduzido e ele consegue sobreviver aos invernos europeus, quando há pouca comida disponível.

Cientistas europeus já estudam este mecanismo, na esperança de aplicá-lo em futuras viagens espaciais ou mesmo na medicina. Nos EUA, médicos anunciaram recentemente que conseguiram pela primeira vez colocar humanos em animação suspensa, dando aos cirurgiões mais tempo para reparar ferimentos críticos. Na Espanha, médicos conseguiram reviver uma mulher que ficou seis horas em parada cardíaca, após sofrer durante uma excursão nas montanhas.

Fonte: BBC

Medicina espaço missão espacial tecnologia medicinal biologia espaçonave Ciência&Espaço
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você