Após 21 anos, universidade dos EUA desiste de caçar alienígenas

Programa da Universidade de Barkley, na Califórnia, foi lançado em maio de 1999

Guilherme Preta, editado por Cesar Schaeffer 04/03/2020 12h30
Aliens
A A A

A busca por vida alienígena é um assunto recorrente nas rodas de conversa espacial e, claro, mexe com a curiosidade de qualquer ser humano. Afinal, estamos ou não sozinhos no Universo? Pensando nisso, um projeto da Universidade de Barkley, na Califórnia, foi criado para tentar eliminar o ruído (as interferências) das buscas por vida em outros planetas. 


E uma das iniciativas foi o projeto Busca por Inteligência Extraterrestre (SETI), lançado em maio de 1999. Mas parece que o pessoal cansou de tentar encontrar essa agulha no palheiro: a universidade anunciou que o projeto será encerrado agora, no dia 31 de março.

O projeto utilizava a plataforma de computação da UC Berkeley, o BOINC. Sempre que um usuário deixa o computador ligado, mas fora de uso, o programa assume o controle e processa dados enviados pela universidade. Assim, foi criado um supercomputador gigante que analisava todas as informações disponíveis sobre a incansável busca por alienígenas.

Os responsáveis pelo projeto afirmaram que os "retornos decrescente" motivaram a "hibernação" do SETI. "Precisamos nos concentrar em concluir a análise de resultados que já temos", acrescentaram. Portanto, é de se entender que, após tantas informações processadas, chegou a hora de analisá-las para chegar a uma conclusão.

Via: Engadget

espaço alienigena vida extraterrestre Ciência&Espaço
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você