China lança nove satélites a partir de plataforma marítima

Só Estados Unidos e Rússia também são capazes de realizar esse tipo de operação; os satélites fazem parte de uma constelação que produzirá imagens da Terra até sete vezes por dia

Renato Mota 15/09/2020 19h09
Lançamento marítimo do Long March-11
A A A

A China lançou nove satélites em um foguete Long March 11 a partir de uma plataforma oceânica no Mar Amarelo, na manhã desta terça-feira (15). Este foi o segundo lançamento marítimo do país (só os Estados Unidos e a Rússia também realizam esse tipo de operação) e 27º no ano, e ainda marcou a estreia das instalações portuárias em Haiyang.


Os nove satélites Jilin-1 Gaofen-03 de observação da Terra foram colocados em órbitas de aproximadamente 535 quilômetros, e serão utilizados no levantamento de dados para recursos terrestres, planejamento urbano, monitoramento de desastres e outros. Eles foram fabricados pela Chang Guang Satellite Technology (CGST) e pertencem à Academia Chinesa de Ciências.

O plano da CGST é construir uma constelação de 138 satélites capazes de gerar imagens de qualquer ponto da Terra cinco a sete vezes por dia. Seis dos nove satélites recém-lançados possuem resolução suficiente para retornar imagens detalhadas de objetos com menos de um metro de diâmetro. Os três últimos são satélites de vídeo.

O espaçoporto de Haiyang é o quinto centro de lançamento da China (três são situados no interior e ainda existe outro na costa). Os lançamentos no interior fazem com que os estágios dos foguetes caiam no solo - às vezes em áreas habitadas – enquanto os lançamentos marítimos buscam reduzir esses riscos.

Via: Space.com

Satélites China Ciência&Espaço exploração espacial
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você