Conjunção dos planetas

Marte e Saturno se alinham e formam conjunto com Júpiter; veja fotos

Victor Pinheiro, editado por Liliane Nakagawa 31/03/2020 16h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

De acordo com astrônomo, ainda será possível presenciar a conjunção entre os três planetas nesta madruga; próximo alinhamento, no entanto, deve ocorrer apenas em 2022

Na madrugada desta terça-feira (31), Marte e Saturno estiveram quase alinhados e puderam ser observados a olha nu próximos a Júpiter. Com ajuda de um smartphone e a colaboração de leitores, o Olhar Digital registrou imagens da conjunção dos planetas no fim da madrugada de hoje.


Reprodução

 

Reprodução

 

Além disso, nesta matéria, contamos com a colaboração de José Lucas Ferreira de Canguaretama, do Rio Grande do Norte, que enviou o seu registro para nossa redação.

Reprodução

 

Ainda há tempo

Quem não conseguiu observar o trio de planetas, ainda terá mais uma oportunidade na madrugada de 1º de abril, segundo informou o presidente da Associação Paraibana de Astronomia, Marcelo Zurita, ao Olhar Digital.

Desta vez, no entanto, Júpiter, Marte e Saturno estarão mais afastados. Marte deve ser visto um pouco mais à direita e à abaixo de Saturno do que na madrugada anterior, enquanto Júpiter deve estar ainda mais acima dos dois; veja na imagem abaixo, enviada por Zurita à redação.

Reprodução

O afastamento e aproximação entre os planetas ocorre devido às diferenças do movimento de translação de cada astro. Quanto mais distante do Sol, maior tempo para o planeta completar uma volta em torno da estrela. Uma vez que as "velocidades" de deslocamento são diferentes, eles se afastam ou se aproximam de acordo com o alinhamento entre eles.

Zurita afirma que para presenciar o fenômeno é preciso "observar na direção leste" alguns minutos após a 1h da manhã, horário de Brasília. Segundo ele, um novo alinhamento entre Marte e Saturno ocorrerá somente em abril de 2022. 

Para quem pretende fotografar eventos astronômicos, ele afirma que as lentes de smartphone já são capazes de capturar boas imagens, mas recomenda o uso de câmeras fotográficas profissionais ou semi profissionais. A dica do astrônomo é configurar um tempo maior de exposição e garantir a estabilidade da imagem. “Já que precisamos de um tempo maior de exposição à luz, é essencial utilizar um tripé, do contrário a imagem pode sair borrada”, concluiu.

Ciência espaço planeta Ciência&Espaço
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você