Missão da SpaceX bate recorde de audiência em canais online da Nasa

De acordo com oficiais da agência espacial, lançamento da missão Demo-2, realizado no sábado (30), registrou picos de 10,3 milhões espectadores simultâneos

Victor Pinheiro, editado por Matheus Luque 02/06/2020 19h24
Lançamento Crew Dragon Demo-2
A A A

O lançamento da missão Demo-2, no último sábado (30), tornou a SpaceX a primeira empresa comercial a enviar astronautas para a órbita terrestre e representou a primeira decolagem de um foguete tripulado nos Estados Unidos desde 2011. De acordo com a Nasa, no entanto, esses não são os únicos marcos do episódio: oficiais da agência espacial norte-americana apontam que o evento bateu recorde de audiência em transmissões online da organização.


“Ainda estamos consolidando os dados, mas algumas de nossas métricas já apontam que o pico de visualizações para o lançamento conjunto da NASA com a SpaceX, considerando todas as nossas plataformas, foi de pelo menos 10,3 milhões de espectadores simultâneos - o evento mais assistido que já registramos" disse a administradora associada de comunicações da Nasa, Bettina Inclán, durante uma entrevista coletiva no domingo (31), logo após a cápsula Crew Dragon da SpaceX chegar à Estação Espacial Internacional (ISS).

O recorde da missão Demo-2 se refere apenas ao tráfego na internet, e não conta parâmetros de visualização em outras plataformas, como a televisão. Estima-se, por exemplo, que cerca de 600 milhões de pessoas, o que seria um sexto da população mundial na época, assistiram ao pouso da missão Apollo 11 na superfície da Lua pela TV, em 20 de julho de 1969.

Reprodução

Bob Behken (à esquerda) e Doug Hurley testam a integração dos trajes espaciais da SpaceX com a cápsula Crew Dragon. Fonte: Nasa

Perspectiva

Vale lembrar ainda que o lançamento do foguete Falcon 9, da SpaceX, marca o fim da dependência da Nasa de foguetes russos em operações para enviar astronautas à ISS. Até então, os profissionais da agência norte-americana recorriam à espaçonave Soyuz.

A empresa de Elon Musk foi contratada para realizar seis viagens tripuladas para a órbita terrestre por um valor estimado em US$ 2,6 bilhões (ou R$ 13,52 bilhões em conversão direta). Mas isso pode depender do sucesso da Demo-2, uma vez que a missão só será concluída quando os dois astronautas enviados para a ISS retornarem ao planeta.

“O retorno é mais perigoso em alguns aspectos do que o lançamento. Portanto, para declarar a vitória, precisamos trazê-los para casa com segurança e garantir que estamos fazendo tudo o que pudermos para minimizar esse risco de reentrada [na Terra]”, afirmou Musk em entrevista coletiva, no sábado.

A próxima missão tripulada da empresa deve acontecer no fim de agosto, quando a SpaceX levará mais dois astronautas americanos e um astronauta da agência espacial japonesa (JAXA) para a ISS.

Fonte: Space

espaço spaceX elon musk espaçonaves Ciência&Espaço
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você