Rocket Lab planeja primeira missão privada para buscar vida em Vênus

O CEO e fundador da empresa, Peter Beck, contou que está 'loucamente apaixonado' pelo planeta e que pretende levar uma sonda até lá em 2023

Renato Mota 17/08/2020 13h08
Vênus
A A A

Russos, norte-americanos, europeus e japoneses já enviaram, ao longo de quase 60 anos, 28 missões ao nosso vizinho mais próximo, o planeta Vênus. Agora é a vez da iniciativa privada ter a sua chance: a Rocket Lab tem planos de enviar uma sonda para a “Estrela da Manhã” em 2023.


A informação foi confirmada pelo CEO e fundador da empresa, Peter Beck, em uma sessão de perguntas e respostas transmitida pelo YouTube. "Estou loucamente apaixonado por Venus", contou o executivo, que completou, "estou trabalhando muito para montar uma missão privada para ir a Vênus em 2023".

A Rocket Lab, sediada na Califórnia, projeta e fabrica foguetes e satélites, e quer dar seu salto para a exploração espacial com uma missão de astrobiologia para Vênus. Beck descreveu o planeta como "a Terra após um desastre climático".

Com estrutura e tamanho semelhantes à Terra, Vênus pode ter tido um oceano raso de água líquida e temperaturas de superfície habitáveis por até 2 bilhões de anos de sua história. O planeta hoje, porém, é um mundo infernal – com uma atmosfera de dióxido de carbono que é 90 vezes mais espessa que a nossa e temperaturas altas o suficiente para derreter chumbo.

Esse clima foi causado por um efeito estufa descontrolado, que transformou a superfície do planeta. Mas pesquisadores acreditam que a vida em Vênus (se é que alguma vez existiu), pode ter encontrado refúgio no alto da atmosfera, onde as temperaturas e pressões são semelhantes às da superfície da Terra.

É esse ambiente que a Rocket Lab quer explorar com a  missão de 2023. "Vamos aprender muito no caminho até lá, e vamos tentar ver se podemos descobrir o que há naquela zona atmosférica", disse Beck. "E quem sabe? Podemos ter a sorte grande", completou.

Para alcançar seu objetivo, a empresa espera contar com o foguete Electron, que ganhou novo motores e agora é capaz de levar 300 kg de carga útil para a órbita baixa da Terra. "Ele abre a janela para Vênus e abre a janela para recuperação e reuso", disse Beck. O plano prevê que a espaçonave Photon implante uma ou mais sondas menores na atmosfera de Vênus.

Via: Space.com

foguete sonda espacial vida extraterrestre Vênus espaçonave Ciência&Espaço exploração espacial rocket lab
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você