Compartilhe com seus seguidores
A A A

Engenheiro propõe motor que pode alcançar quase a velocidade da luz

Fabrício Filho, editado por Renato Santino 16/10/2019 19h10

O engenheiro David Burns da NASA, propôs um design para um novo tipo de propulsor espacial que, em teoria, poderia chegar a 99% da velocidade da luz. Com isso seria possível ir à Lua em menos de 1 segundo, a Marte em 12 minutos ou à Netuno em 4 horas. O propulsor helicoidal, se aproveitaria do fato de que a massa de um objeto aumenta de acordo com sua velocidade. Simplificando bastante a ideia, imagine um tubo longo e fechado, com um objeto dentro que se move constantemente de uma ponta para a outra. Quando o objeto atinge uma das pontas do tubo, gera uma força de aceleração no sentido do movimento. Mas ao atingir o outro lado, o objeto gera uma aceleração igual no sentido contrário. As forças se cancelam, e o tubo permanece parado. Essa seria a terceira lei de Newton: “A toda ação há sempre uma reação oposta e de igual intensidade: as ações mútuas de dois corpos um sobre o outro são sempre iguais e dirigidas em sentidos opostos”. Apesar da ideia ser bem parecida com o que encontramos em filmes de ficção cientifica, o próprio engenheiro é o primeiro a afirmar que a ideia é no momento apenas é um conceito que não foi analisado por especialistas no assunto e que pode conter erros nos cálculos. Além disso, o motor teria que ser gigantesco, com cerca de 200 metros de comprimento e 12 metros de diâmetro.
Nasa Marte Lua velocidade da luz
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você