Compartilhe com seus seguidores
A A A

Tempestades solares ameaçam telecomunicações na Terra

Vinicius Szafran, editado por Liliane Nakagawa 17/01/2020 20h12

As tempestades solares que criam belíssimas auroras nos polos da Terra também podem causar estragos. O fenômeno pode afetar redes elétricas, sistemas de comunicação e satélites. Agora, um novo estudo sugere que a fonte dessas tempestades está muito mais próxima da Terra do que se pensava.

Segundo os pesquisadores do novo estudo, o fato de as tempestades serem raras e não existirem satélites suficientes para observá-las, não deixa claro exatamente onde e como acontece a reconexão das linhas de campo magnético.

Para descobrir isso, os pesquisadores usaram observações dos satélites de eventos da Nasa e interações em macroescala durante as tempestades. Durante as tempestades solares, esses satélites ficam na parte da magnetosfera no lado da Terra que não está voltado para o Sol, que se torna alongada pelo vento solar. Os pesquisadores descobriram que essa reconexão magnética pode ocorrer muito mais perto do planeta do que se pensava: cerca de três a quatro diâmetro da Terra.

As tempestades solares podem afetar a vida da Terra de maneiras significativas. Em 1921, por exemplo, uma tempestade magnética interrompeu as comunicações telegráficas e causou falhas de energia que levaram à queima de uma estação de trem na cidade de Nova York.

Terra espaço Sol planeta terra Ciência&Espaço aurora
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você