Cinema e Streaming

disney

Veja como vai funcionar o Disney+, o novo desafiante da Netflix

Renato Santino, editado por Daniel Junqueira 26/08/2019 17h35
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Serviço de streaming contará com mais de 500 filmes no lançamento

O Disney+, aguardado serviço de streaming da Disney que visa competir diretamente com Netflix e outras plataformas similares, começa a ganhar uma cara, mesmo com seu lançamento previsto apenas para o final do ano. A empresa já deu a alguns veículos um “tour guiado” pelo serviço que mostra o que podemos esperar para o futuro próximo.

Como notou o site Engadget, primeiro de tudo, a Disney não vai cometer o mesmo erro de tantas empresas, que limitaram seu conteúdo a poucos dispositivos. A empresa já confirmou aplicativos para iOS, Android e para os consoles PS4 e Xbox One, para Apple TV e Android TV, além de estar integrado ao protocolo do Chromecast. Ou seja: o Disney+ estará disponível em qualquer plataforma que você prefira, o que é uma vantagem enorme sobre serviços como o HBO Go, por exemplo, que até hoje não tem um app para Xbox.

O Disney+ também contará com uma característica marcante da Netflix, que é a curadoria de conteúdo. A diferença é que enquanto a Netflix baseia-se apenas no seu algoritmo (por enquanto) para sugerir seu próximo filme ou série, a Disney também terá editores humanos responsáveis por indicar material para os usuários consumirem. As sugestões são parte importante do serviço, que contará com mais de 500 filmes já no lançamento e mais de 7.500 episódios de séries para o público.

Reprodução

A Netflix também serviu de inspiração para o Disney+ em relação à criação de diferentes perfis dentro de uma mesma conta, o que permite que cada pessoa em uma casa tenha suas próprias recomendações e sua própria lista de filmes e séries a assistir. São até sete perfis por conta, mas vale a pena notar que a Disney já afirmou estar investindo em soluções para amenizar a “pirataria”, como a companhia define o compartilhamento de contas com pessoas que não moram na mesma residência que você. A companhia limitará cada conta a quatro transmissões simultâneas, o que é mais do que o plano padrão da Netflix, no entanto.

Ao abrir o serviço, o usuário vai se deparar com um carrossel de destaques que serão atualizados periodicamente, com foco no conteúdo original. O Disney+ também trará quadros dividindo seu material pelos estúdios responsáveis, então se você só quer filmes da Marvel, por exemplo, o acesso a eles é simplificado. O mesmo vale para obras da Pixar.

Reprodução

O aplicativo do Disney+ para celulares também permitirá o download de filmes e séries para reprodução offline, e a empresa decidiu não colocar limites na quantidade de conteúdo que os usuários podem baixar para reproduzir desta forma. Assim, a única restrição é a quantidade de armazenamento livre no seu celular ou tablet.

Nos EUA, o Disney+ custará US$ 7 mensais, com mais um diferencial em relação à Netflix: o preço básico já inclui transmissão de vídeo em 4K, enquanto a Netflix só disponibiliza 4K no pacote mais caro, que custa US$ 16 por mês. Por aqui, ainda não há previsão de preço, apenas uma estimativa de que a chegada acontecerá em algum momento de 2020.

Disney+

  • Lançamento: 2019 (2020 na América Latina)
  • Preço: US$ 7
  • Principais atrações: produções Disney, Marvel, Pixar, Star Wars e Fox
Filmes Streaming Disney séries disney+ Filmes&Series
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você