Precisamos colocar tecnologia na vida das meninas

Com um incentivo desde cedo, setores ainda tidos como ?masculinos? teriam maior adesão feminina

Letícia Piccolotto 30/01/2019 21h00
Dia das Mulheres
A A A

Conforme os tempos mudam, certos hábitos da nossa sociedade, felizmente, entram também em reflexão. Brincadeiras de menina e brincadeiras de menino, por exemplo: cada dia mais se torna comum que a gente fale apenas sobre brincadeiras mesmo – e cada criança ganha a liberdade de explorar fronteiras e apreciar mundos instigantes. Mundos como o da tecnologia, que podem começar como diversão e seguir como profissão.

Apesar de ser natural que meninas se sintam bem inclinadas para brincadeiras envolvendo casinhas e bonecas, a aproximação com jogos, experiências e afins pode ajudar a incentivar uma igualdade de interesses futuros.

Vamos lembrar este dado: os cursos voltados às ciências exatas ainda são majoritariamente frequentados por homens – a média mundial é de apenas 28% de alunas na área segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Claro, aproximar as meninas de outros tipos de entretenimento não é a única condição para a baixa presença de mulheres em campos como a tecnologia. Mas é um cenário que pode influenciar.

Para isso, um caminho imprescindível é estimular as meninas desde a infância a se familiarizar com o ramo – porque, além de ser uma opção real tanto de diversão quanto de desenvolvimento pessoal e de carreira, são temas dos quais elas gostam muito. Segundo a ONU Mulheres, há interesse de 75% das meninas por tecnologia, ciência, matemática, engenharia.

Quer incentivar uma garotinha a pensar mais sobre uma aproximação com essas áreas de conhecimento tão essenciais e que vêm se tornando excelentes opções profissionais (inclusive com possibilidade de fomentar também o empreendedorismo)? Seguem ideais básicos.

MOTIVAÇÃO

Segundo relatório da ONU, afastar jovens e meninas do acesso às disciplinas tecnológicas reduz suas chances no mercado de trabalho e ajuda a manter a desigualdade financeira e salarial em países em desenvolvimento como o Brasil. Familiares, professores e pessoas de convívio próximo são frentes muito importantes a incentivar para que elas se permitam sonhar serem cientistas, astronautas, inventoras (e o que bem entenderem).

PRÁTICA

Não é sobre tirar as bonecas, as comidinhas, as roupinhas e outros artigos que, sim, divertem muito as garotas. Mas é sobre diversificar opções. Oferecer quebra-cabeças, brinquedos de montar, videogames e outros jogos de estratégia é bem-vindo às meninas também. Não somente eles aguçam a curiosidade como auxiliam no desenvolvimento do pensamento lógico e matemático de toda criança.

REFERÊNCIAS

Vale lembrar exemplos que também possam despertar o interesse das meninas na tecnologia, como mulheres que já fazem a diferença nesse campo de atuação e outras com histórias e feitos valiosos na ciência, na engenharia, em tantas áreas das exatas. Encontrar uma referência pode despertar um interesse. E levar as garotas a traçar trajetórias inovadoras e muito valorosas em suas vidas.

Tecnologia mulheres
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você