Coronavírus: imagens mostram presença do vírus nas vias aéreas

É possível ver uma alta concentração de partículas virais

Luiz Nogueira 03/09/2020 09h20
Coronavírus
A A A

Imagens capturadas mostram de perto como o novo coronavírus age quando invade as células que revestem as vias aéreas humanas. As fotos, que foram publicadas no The New England Journal of Medicine, também fornecem um vislumbre do número impressionante de partículas virais que são produzidas durante a infecção.


A responsável pelas imagens do momento é Camila Ehre, professora assistente do Instituto Marsico Lung da Escola de Medicina da Universidade da Carolina do Norte. Ela capturou as fotos usando um microscópio eletrônico de varredura, que usa um feixe de elétrons focalizado para produzir as representações.

Para criar as situações ideais para a captura das imagens, os pesquisadores infectaram células encontradas nas vias aéreas humanas com o Sars-Cov-2 - causador da Covid-19. Todo o processo foi feito em placas de laboratório que, após quatro dias, foram analisadas.

Reprodução

Imagens mostram alta concentração do vírus nas vias aéreas. Foto: The New England Journal of Medicine

As estruturas naturalmente presentes em algumas células das vias aéreas são as que se assemelham a fios de cabelo. Na ponta desses organismos estão filamentos de muco em forma de rede, que estão naturalmente presentes.

As partículas do vírus parecem pequenas bolas. Com uma grande ampliação, é possível ver estruturas pontiagudas nas superfícies das partículas virais. Essas pontas em forma de coroa são responsáveis por nomear o vírus – já que "corona" significa coroa em latim.

A imagem também evidencia a grande concentração de partículas do vírus. Uma análise mais profunda sobre a quantidade apresentada indica que uma pessoa infectada pode ter um "alto número de vírus produzidos e liberados por células [das vias aéreas]", escreve Ehre.

Mapa em 3D da estrutura do vírus

Em outro esforço para tentar entender o Sars-Cov-2, cientistas da Universidade de Yale, nos EUA, conseguiram mapear com detalhes a estrutura do código genético do vírus em 3D.

Segundo eles, a estrutura é uma "molécula longa, parecida com macarrão" que se dobra sobre si, como um "origami molecular". A pesquisa foi publicada no BiorXiv, servidor de pré-impressão.

Para conseguir criar o mapa, a equipe usou uma série de truques químicos para encontrar a real forma do RNA do vírus em uma célula infectada. Com isso, foi possível descobrir que o Sars-Cov-2 tem um código genético longo que se enrola em uma estrutura incomumente complicada.

Esta é a primeira vez que cientistas conseguiram capturar toda a estrutura genética de um vírus dentro de uma célula infectada. Isso pode fornecer informações vitais sobre como o é a interação com seus hospedeiros.

Via: Live Science


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Vírus Ciência doença coronavirus covid19
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você