Tablet

Coronavírus impulsiona venda de tablets na China

Fabiana Rolfini 24/02/2020 11h33
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Maior necessidade de trabalho e aprendizado remotos explicam o fenômeno

Ao mesmo tempo que o coronavírus tem causado grande impacto mundial - 78.811 infectados e 2.462 mortes, até o momento - também está trazendo benefícios, especificamente para a China. Isso porque a venda de tablets no país aumentou significativamente, mesmo com a capacidade de produção afetada.


O aumento nas vendas pode ser explicado pela maior necessidade de trabalho e aprendizado remotos, já que, para evitar a propagação do vírus, muitos funcionários chineses estão trabalhando de suas casas. Várias escolas também lançaram cursos online para que os estudantes permaneçam em suas residências.

Agora, os sites de comércio eletrônico são o principal canal para os consumidores comprarem tablets, pois a maioria das lojas físicas dificilmente devem retomar suas atividades tão cedo. E, como os tablets se esgotaram em muitos destes sites, os preços subiram significativamente.

Para se ter uma ideia, iPads de 32 GB e 128 GB estão sendo comercializados por US$ 355 ou R$ 1.560,65, na conversão direta, e US$ 440 (R$ 1.933,22), respectivamente, por unidade, quase US$ 30 a mais que na loja oficial da Apple.

Via: Digitimes



Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Apple iPad China TABLETS vendas coronavirus
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você