Covid-19: isolamento pode salvar mais de 6 mil vidas em duas semanas

Uma projeção feita por pesquisadores ligados à Unicamp calcula que a manutenção das medidas de isolamento nos próximos 14 dias pode poupar uma vida a cada 30 segundos

Renato Mota 09/06/2020 18h06
Comércio da cidade do Rio de Janeiro funciona com restrições
A A A

Dois matemáticos ligados à Universidade de Campinas (Unicamp), o professor do Departamento de Matemática Aplicada Paulo J. S. Silva e pesquisadora Claudia Sagastizábal, montaram uma estimativa do número de vidas salvas no País pelo isolamento social. O modelo, com dados atualizados até o último dia 8, aponta que se o isolamento seguir por mais duas semanas, mais de seis mil vidas podem ser salvas.


Os cálculos dos pesquisadores indicam que, "se mantivermos o isolamento feito na última semana pelas próximas duas semanas", uma vida pode ser poupada a cada 30 segundos – com números crescentes a cada dia, "enfatizando a necessidade de medidas de mitigação", como explicam os autores do estudo.

Para chegar aos dados, Silva e Sagastizábal fazem ajustes do parâmetro da taxa de replicação do vírus SARS-CoV-2 (R0 do modelo SEIR), procurando por variações no tempo. "A ideia é buscar identificar tendências na evolução da taxa de propagação do vírus e consequente aceleração ou desaceleração da epidemia depois do início dos protocolos de distanciamento social que foram implementados a partir de 24 de março", afirma o site do projeto.

Dados anteriores ao dia 24 de março não são suficientes para fazer a análise - e mesmo dados posteriores sofrem de "clara subnotificação", o que torna a estimativa também subestimada. "Porém, acreditamos que mesmo assim é possível ter uma ideia da evolução da epidemia e assim ser útil", avaliam os pesquisadores.

O estudo também individualiza estimativas para alguns estados e regiões. "O distanciamento social parece ter sido efetivo quando consideramos o Brasil inteiro e, após perder um pouco de força há umas semanas, parece ter melhorado levemente recentemente. Cabe destacar que ele tem perdido força no Centro-Oeste e Sul, onde perderam boa parte do ganho obtido inicialmente", afirma a pesquisa.

Norte e Nordeste, regiões onde em alguns estados o sistema de UTIs está acima da capacidade ou muito próximo disso, "parecem ter entendido a dimensão do problema e passaram a adotar um distanciamento mais efetivo". Porém, como acontece com outros projetos que dependem de dados oficiais, a desaceleração aparente da transmissão do vírus "pode refletir em parte uma dificuldade para testar os casos e levantar dados".

 


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Matemática coronavirus modelos matemáticos covid19 Unicamp
Assinar newsletter
Assine nossas newsletters e receba conteúdos em primeira mão
enviando dados - aguarde...
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você