Descartados casos de coronavírus no Paraná e Rio Grande do Sul

As prefeituras de Curitiba e São Leopoldo (RS) comunicaram que os dois principais casos suspeitos foram diagnosticados como influenza B e Gripe H1N1

Renato Mota 29/01/2020 16h01
Beto Preto, secretário de Estado de Saúde do Paraná
A A A

Os casos suspeitos de infecção por coronavírus no Paraná e no Rio Grande do Sul foram descartados – um paciente está com influenza B, enquanto o outro foi diagnosticado com H1N1. O terceiro caso suspeito, em Minas Gerais, continua em observação.


A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba informou por meio de nota que exames clínicos e epidemiológicos descartaram a presença da doença na região até o momento. O paciente suspeito seria um homem de 29 anos foi internado em um hospital privado da cidade com sintomas semelhantes aos causados pelo coronavírus.

Natural de Fortaleza (CE), o paciente estava na capital paranaense a negócios e buscou ajuda médica. Como havia passado pela China nas últimas semanas, teve o caso notificado. A presença do vírus foi descartada ainda na noite de terça, com diagnóstico de influenza B. Anteriormente, um tripulante de um navio procedente da China que desembarcou em Paranaguá também foi examinado. O caso foi logo descartado, sem nem sequer ter sido notificado ao Ministério da Saúde.

Outra situação investigada no Paraná foi de uma mulher de 23 anos, moradora de Curitiba, que retornou da China no dia 5 de janeiro. Ela também apresentou sintomas do coronavírus, mas em razão do período de incubação e manifestação dos sintomas, que passa de 15 dias, o caso foi descartado. Exames laboratoriais estão sendo realizados para que haja notificação oficial ao Ministério da Saúde.

 “Atuamos mais por precaução. Somente quando há essa correlação de sintomas com a passagem pela China é que haverá a notificação, com exames complementares diagnosticando a doença”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

SÃO LEOPOLDO

No Rio Grande do Sul, a prefeitura de São Leopoldo – na grande Porto Alegre – informou que o paciente internado na UPA Scharlau, com suspeita de coronavírus, foi diagnosticado com H1N1.

A partir das amostras de material coletado na terça-feira (28) e enviados ao Laboratório Central do Estado (Lacen), a doença foi identificada e o paciente, um professor de Inglês de 40 anos, será medicado para o devido tratamento, que é realizado com Tamiflu.

Um segundo caso suspeito, de um amigo que teve contato com o primeiro suspeito, e apresentou quadro febril na noite de terça, apresentou melhora não foi detectada nenhuma alteração nos exames laboratoriais. Como precaução, também será medicado para Gripe H1N1.


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Saúde Medicina Vírus Brasil doença coronavirus
Assinar newsletter
Assine nossas newsletters e receba conteúdos em primeira mão
enviando dados - aguarde...
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você