Google libera home office a funcionários na América Latina devido ao coronavírus

Empresa expandiu recomendação que já estava valendo para os empregados da empresa na América do Norte

Renato Santino 11/03/2020 18h03
google sede googleplex
A A A

Aos poucos, as empresas começam a trazer para o Brasil as medidas de segurança para contenção do coronavírus que estão sendo aplicadas no resto do planeta. O Google orientou nesta quarta-feira (11) a seus funcionários em toda a América Latina para que trabalhem de casa.


A empresa já estava tomando medidas similares em boa parte do mundo. Na terça-feira (10), a companhia havia adotado a orientação de home-office para seus funcionários na América do Norte, e agora decidiu estender a recomendação para todo o continente americano.

“Diante da evolução do coronavírus (Covid-19) na América Latina, estamos oferecendo aos nossos funcionários na região a opção de trabalhar de casa. É uma medida preventiva que prioriza a saúde e a segurança de nossos colaboradores", diz o comunicado enviado à imprensa.

A orientação chega em um momento em que os casos na América Latina começam a se acumular em um ritmo mais acelerado. O Brasil anunciou 18 novas confirmações na comparação com a terça-feira; enquanto isso, a Argentina já computa a primeira morte causada pela Covid-19 na região. Além disso, a OMS aumentou o alerta com a doença ao classificá-la como uma pandemia.

No total, o Brasil já tem 52 casos confirmados até o momento, sendo que o estado de São Paulo, onde se localiza o escritório administrativo do Google no Brasil, é o mais afetado, com 30 confirmações. Além dos casos confirmados, há neste momento 907 casos suspeitos que estão em análise. Também já foram descartados 935 casos.

 


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Google coronavirus
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você