China e Hong Kong

Hong Kong corta voos à China pela metade por conta do coronavírus

Guilherme Preta, editado por Matheus Luque 28/01/2020 09h58
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Número de vítimas fatais chegou a 106

Hong Kong anunciou nesta terça-feira (28) que vai limitar severamente as viagens para a China, suspendendo o serviço ferroviário e cortando os voos pela metade. A decisão foi tomada após o número de vítimas fatais do coronavírus ter aumentado de 81 para 106. Além disso, os casos confirmados foram de 2.835 para 4.515.


O início da restrição será na próxima quinta-feira (30). Anteriormente, o governo de Hong Kong disse que as restrições se aplicariam apenas aos residentes de Hubei e aos viajantes que visitaram a província nos últimos 14 dias. Os hospitais públicos da região sofrem há muito tempo com recursos limitados e superlotação.

“A próxima semana ou duas serão um momento crítico para o desenvolvimento da epidemia. Precisamos monitorar de perto se há um surto comunitário fora da província de Hubei, especialmente nas regiões vizinhas a Hong Kong”, afirmou o departamento de medicina da Universidade Chinesa. Além disso, o Tibete, região da China que ainda não registrou casos, fechou temporariamente todos os seus locais turísticos para combater a propagação da doença.

Reprodução

Alguns outros países já registraram casos de coronavírus. A Tailândia confirmou 14 casos da infecção, Hong Kong oito, Estados Unidos, Taiwan, Austrália e Macau têm cinco cada, Singapura, Japão, Coréia do Sul e Malásia relataram quatro, França tem três casos da doença, Canadá e Vietnã têm dois e Nepal, Camboja e Alemanha têm um. Felizmente, não houve mortes fora da China.

Via: The New York Times


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Saúde China hong kong coronavirus
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você