OMS registra novo recorde de casos de Covid-19 reportados em 24 horas

Mundo viu 284.196 novas infecções em um dia, superando marca de 18 de julho; quatro países respondem por mais de 70% delas

Renato Santino 24/07/2020 22h07
Teste da parceria entre Mandelics e Sírio-Libanês
A A A

A Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou nesta sexta-feira (24) mais um recorde negativo relacionado à pandemia de Covid-19. O mundo renovou o recorde de novos casos de infecção pelo coronavírus, chegando a 284.196 confirmações em questão de 24 horas.


Neste momento, são quatro países que mais contribuem para esta marca negativa: Brasil, Estados Unidos, Índia e África do Sul.  Juntos, estes países registraram 199.915 casos, referente a mais de 70% das novas infecções, e alavancaram os números globais e permitiram a quebra do recorde registrado na semana passada, em 18 de julho.

O Brasil sozinho já é responsável por grande parte dos números. O relatório da OMS cita 67.860 casos brasileiros no período, que representam quase 24% das novas infecções.

O número de óbitos ainda não chegou ao mesmo patamar de recorde, no entanto. O relatório da OMS cita 9.753 novas mortes registradas em 24 horas, que se aproxima do recorde estabelecido no dia 30 de abril, quando foram anotados 9.797 óbitos.

No geral, o relatório da organização aponta 15.296.926 casos de Covid-19 confirmados até hoje, resultando em 628.903 mortes. As Américas, puxadas por Brasil e Estados Unidos, têm os números mais altos no planeta, com 8.121.700 casos e 325.625 mortes.

Isolamento reduziu transmissão no Brasil

Um estudo brasileiro publicado na revista Science também traça um paralelo claro entre as medidas de isolamento implementadas no primeiro mês da propagação do vírus no Brasil e a redução da transmissibilidade do coronavírus, indicando que os números poderiam estar muito piores. Antes de Rio de Janeiro e São Paulo anunciarem medidas como fechamento do comércio e das escolas, o número de reprodução do vírus chegou a ficar acima de 3, mas a implementação das restrições levou em poucos dias essa taxa para 1,6.

Reprodução

Para quem não está familiarizado, o número de reprodução, ou “R”, é um número que indica quantas pessoas, em média, um portador de um vírus é capaz de infectar. Ou seja: no início, uma pessoa poderia passar o vírus para outras três, ou até mais, o que criaria um cenário muito mais grave rapidamente. Com patamares próximos de 1, a propagação é muito mais lenta, especialmente quando se leva em consideração o efeito exponencial. Quando o valor está abaixo de 1, significa que o vírus está sob controle e tende a se extinguir dentro de uma população.


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



coronavirus covid19
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você