Twitter

Por causa do coronavírus, Twitter manda 4,9 mil funcionários pra casa

Renato Mota 12/03/2020 15h03
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A empresa implementou globalmente a obrigatoriedade do 'home office'. A rede social ainda irá reembolsar gastos com compra de mesas e cadeiras ergonômicas

O Twitter mandou todos os seus 4,9 mil funcionários para casa. Um dia depois da Organização Mundial de Saúde classificar o Covid-19 como uma pandemia, a rede social enviou um comunicado para que seus colaboradores passem, obrigatoriamente, a trabalhar de casa.


“Entendemos que este é um passo sem precedentes, mas estes são tempos sem precedentes. E continuaremos a fazer tudo o que pudermos para apoiar nossos Tweeps”, afirmou no comunicado a vice-presidente da equipe de pessoas da companhia, Jennifer Christie, se referindo aos funcionários.

No último dia 2 a empresa já tinha “recomendado fortemente” o home office, mas a partir de agora a mudança é global. Para contratados que não conseguem desempenhar suas responsabilidades de casa, o Twitter afirmou continuará pagando seus custos de mão-de-obra para cobrir o horário normal de trabalho. Para quem tem filhos, a empresa fornecerá reembolso pelas despesas adicionais com creches.

Depois de um pedido dos próprios funcionários, a empresa também irá reembolsar gastos com equipamentos de escritório como mesas e cadeiras ergonômicas. “Nosso objetivo é reduzir o risco de alguém no Twitter contrair ou disseminar inadvertidamente o vírus. É importante que tomemos essas medidas proativas para proteger a nós mesmos e aos outros e minimizar a propagação do Covid-19”, completou Jennifer.


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Saúde Twitter home office coronavirus
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você