Taxa de contágio da Covid-19 é mais alta em estados menos afetados

Em Goiás, cada pessoa infectada pelo novo coronavírus transmite a doença para outras 6 pessoas, em média. No Mato Grosso do Sul, índice de contágio saiu de 0,81 para 4,93 em duas semanas

Renato Mota 28/05/2020 15h05
Janela da Casa de Cora Coralina, em Goiás
A A A

Estimativas feitas pelo grupo Covid-19 Analytics, formado por professores da PUC-Rio, indicam que a taxa de contágio da Covid-19 no Brasil é maior (e tem crescido mais rápido) nos estados em que a epidemia ainda não avançou tão rapidamente. Na média geral, cada brasileiro infectado transmitiu o Sars-Cov-2 para mais 1,9 pessoa – quase o dobro do índice necessário para estabilizar a epidemia.


Com 2,8 mil casos confirmados e 108 mortes, Goiás apresenta um índice de contágio de 6,8 – o maior do País. Há apenas 20 dias, esse número era de 1,1. A previsão do Covid-19 Analytics é que até o próximo dia 10, o estado contabilize mais de seis mil casos e 170 mortes.

Outro estado do Centro-Oeste, o Mato Grosso do Sul, também viu sua taxa oscilar fortemente. Em 30/04 estava em 0,81 e em duas semanas disparou para 4,93. O contágio vem reduzindo desde então, mas ainda é o segundo maior do Brasil, com 3,7. Mato Grosso do Sul tem 1.186 casos confirmados e 18 mortes, mas pode ver seus números chegarem a 2,6 mil casos e 21 mortes em duas semanas, segundo a estimativa.

Outros dois estados com números relativamente baixos, Acre (5,2 mil casos) e Paraíba (10,2 mil caso) estão entre as regiões com maior taxa de contágio, com 3,5 e 3,2, respectivamente. De acordo com os especialistas, estados que ainda estão no início da epidemia tendem a ter maiores índices de contágio.

“Goiás tem menos de 3 mil casos registrados. A tendência é de, quando chegar num patamar maior, este número começar a baixar. Está com menos de 400 casos por milhão de habitantes. Quando os casos estão muito baixos, não chega a ser tão preocupante. O problema é se esse índice se mantiver alto por um longo período”, disse em entrevista ao jornal O Globo o pesquisador da Universidade da Califórnia e membro do Covid-19 Analytics, Gabriel Vasconcelos.

O estado que está mais próximo de um índice adequado para se iniciar uma reabertura é o Ceará, com 0,9 – apesar de ser o terceiro mais afetado pela Covid-19, com 37 mil casos e 2,6 mil mortes. “O índice abaixo de 1,0 significa que, na média, cada doente vai contaminar menos do que uma pessoa. Então, o número de infectados vai diminuir. Se a taxa for 0,5, quer dizer que, a cada duas pessoas com Covid-19, só uma nova vai contrair doença”, afirma o pesquisador.

Via: O Globo


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Saúde Medicina coronavirus epidemia covid19
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você