Pirata

Visitas a sites de pirataria atingem menor nível desde o início do ano

Rafael Rigues 29/06/2020 16h06
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Dados da MUSO, organização que monitora sites de pirataria, apontam que número de acessos está 25% menor em relação ao início deste ano

Quando a pandemia do Covid-19 começou a se espalhar por todo o mundo este ano, houve mudanças visíveis nos padrões de tráfego da Internet. O uso da rede aumentou no geral, com o YouTube sendo o principal destaque. No entanto, sites com conteúdo pirata também notaram um aumento significativo no número de visitantes.


Isso foi ilustrado no início de março nas regiões mais afetadas e foi posteriormente apoiado por um relatório da empresa de rastreamento de pirataria MUSO, que constatou que o tráfego de sites piratas aumentou em mais de 50% em alguns locais.

Muitos países ainda sentem o impacto da Covid-19 mas também há sinais positivos. Em várias regiões a situação está começando a melhorar e, como resultado, medidas de quarentena estão sendo afrouxadas, com as pessoas retomando a vida como de costume.

Se observarmos a contagem global de visitantes de sites piratas, essa mudança também é perceptível. O gráfico abaixo, com base nos dados do MUSO, mostra que os números de visitantes começaram a cair novamente em maio e agora estão mais baixos do que eram antes do início da pandemia.

Reprodução

Gráfico de visitas a sites de pirataria desde janeiro deste ano, considerando dados globais. Fonte: MUSO

O gráfico inclui todos os tipos de sites piratas e todos os países, portanto, isso não significa que os efeitos sejam os mesmos em todos os lugares. Em alguns países, os picos e quedas foram mais pronunciados do que em outros lugares, mas a tendência geral de queda é óbvia.

Segundo a MUSO no domingo, 1º de março, os sites de filmes piratas receberam cerca de 60 milhões de visitas. Isso subiu para 86 milhões no segundo domingo de abril e caiu para 46 milhões no último domingo de maio.

Embora existam diferenças individuais entre os países, o pico claramente terminou. De fato, o número de visitas a sites piratas está agora em um novo ponto baixo, que representa aproximadamente uma queda de 25% em relação ao início do ano. Parece que os temores das produtoras, de que os sites se manteriam como um ponto popular de distribuição de conteúdo mesmo após a pandemia, não se concretizaram.

Fonte: TorrentFreak


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Internet Pirataria antipirataria coronavirus pirata covid19
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você