Compartilhe com seus seguidores
A A A

Testes rápidos de coronavírus podem ter até 75% de falha

Matheus Luque, editado por Elias Silva 02/04/2020 20h12

O Ministério da Saúde foi alertado sobre problemas em 500 mil testes rápidos para detecção do novo coronavírus. Os produtos fabricados na China foram doados pela mineradora Vale e submetidos a uma verificação de qualidade em um laboratório privado.

 

O resultado aponta para uma chance de erro de 75% em resultados negativos, enquanto o percentual cai para 14% em caso positivo. Por esse motivo, o órgão pede cautela dos profissionais de saúde ao utilizá-los, para evitar um possível diagnóstico falso.

 

Embora a precisão dos testes tenha sido frustrante para integrantes do Ministério da Saúde e gestores do SUS, eles informam que os exames serão usados como triagem para profissionais de saúde que possam estar infectados.


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



China coronavirus covid19 ministério da saúde
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você