Além da Anatel, Anonymous hackeia também o Ministério Público do MS

O grupo de ativistas Anonymous está realizando uma série de ataques virtuais contra órgãos públicos brasileiros. Depois do ataque realizado contra a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, na última sexta-feira (02/07), os hackers informaram também que já haviam invadido e infectado computadores do Ministério Público do Mato Grosso do Sul.

Segundo um manifesto publicado no Facebook, os ativistas afirmam que conseguiram acesso a mais de mil mensagens de e-mails trocadas por funcionários do MP. Juntas, as mensagens contêm mais de 20 GB de dados que, de acordo com o Anonymous, serão analisados e, posteriormente, enviados ao WikiLeaks.

A invasão aconteceu cerca de duas semanas atrás, ou seja, antes do ataque à Anatel. O motivo deve-se a falta de atenção do Ministério da Justiça às denúncias realizadas pelos hackers a respeito da “ação paramilitar realizada por fazendeiros contra famílias dos povos originários que ocorre há anos na região”.

Conforme apurado de forma exclusiva, os hackers disseram que infectaram “algumas dezenas de PCs do Ministério Público com o mesmo ransonware utilizado no ataque à Anatel”. O ataque fez com que toda a intranet do órgão sul-mato-grossense saísse do ar, bem como seu site oficial.

Ao Olhar Digital, a assessoria de imprensa do Ministério Público do Mato Grosso do Sul confirmou o ataque e disse que o setor de tecnologia “está trabalhando no caso”. Sobre o roubo dos e-mails, o porta-voz do órgão optou por não confirmar e nem negar a informação, afirmando apenas que os computadores estavam bloqueados.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ