Apple nega que esteja sendo chantageada por hackers

Menos de uma semana após a imprensa mundial noticiar que a Apple poderia estar sendo chantageada por um grupo de hackers, a empresa veio a público negar os boatos. Segundo um porta-voz da companhia, tudo não passa de um blefe dos invasores e não há nenhuma brecha de segurança nos sistemas.

Enquanto os hackers afirmam ter acesso a mais de 300 milhões de contas de e-mails e de serviços como o iCloud, a Apple diz que as listas divulgadas podem ter sido obtidas de serviços de empresas parceiras que foram comprometidas. Nesse caso, os hackers não teriam as senhas de acesso, somente os endereços.

Intitulado Turkish Crime Family, o grupo cobrou o resgate de US$ 75 mil da empresa para cessar o ataque e não revelar as senhas publicamente. O pagamento deveria ser feito até o dia 7 de abril utilizando a criptomoedas Ethereum – uma das principais rivais da Bitcoin – ou em cartões de presente do iTunes (nesse caso o valor subiria para US$ 100 mil). A Apple se negou a pagar o valor e disse que não colabora com criminosos.

Apesar do posicionamento do porta-voz, ainda não há uma confirmação oficial de que tudo não passa de um esquema. O representante da companhia não afirmou com clareza que os dados das contas em posse dos supostos invasores estariam seguros. Dessa forma, a melhor coisa a fazer é realmente atualizar suas senhas.

Por fim, a empresa afirma que vai continuar “monitorando o caso para se prevenir de qualquer acesso não autorizado às contas dos usuários”. Ela também explica que está investigando o caso.

Via Fortune

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ