Com Windows 10 S, Microsoft 'tranca' usuário em nome da segurança

Caroline Rocha, editado por Leonardo Pereira 23/06/2017 10h43
Windows 10 S
A A A

Há algumas semanas, a Microsoft anunciou o Surface Laptop, um dispositivo que roda uma versão especial do Windows 10, o Windows 10 S, voltado para estudantes. O sistema é uma espécie de concorrente do Chrome OS e, em teoria, funciona mais rápido do que a versão comum.

A empresa afirmou, durante o anúncio da versão, que a novidade pode ajudar usuários a se manterem seguros, já que só poderão ser baixados os aplicativos disponíveis na loja oficial da Microsoft e, portanto, certificados pela companhia. No entanto, como relata o Digital Trends, um escopo do sistema mostra que as restrições podem ser muito maiores do que a Microsoft teria dito.

Trancado

Além dos aplicativos que não estão na loja oficial, estão proibidos também os softwares internos de empresas e pacotes de drivers que contenham aplicativos ou componentes externos.

Na prática, isso significa, por exemplo, que não será possível instalar o Google Chrome ou o Mozilla Firefox. Será preciso usar exclusivamente o Edge. Na hora de fazer pesquisas, não adiantará tentar usar o Google como buscador padrão. O Bing ocupará esse espaço.

Segurança

Falando de segurança, os antivírus e soluções de backups também não rodarão no Windows 10 S, contando unicamente com o Windows Defender, solução desenvolvida pela própria Microsoft. Para o uso empresarial, não será possível adicionar diretórios do Windows, usando apenas o Azure Active Directory.

Por enquanto, o Windows 10 S vai rodar somente no Surface Laptop.

Segurança Microsoft Windows 10
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você