Extensões para Chrome com vírus foram instaladas mais de 500 mil vezes

Pesquisadores da empresa de segurança eletrônica Icebrg revelaram nesta quarta-feira, 17, a existência de quatro extensões para Chrome na loja oficial de apps do Google que continham vírus.

HTTP Request Header, Nyoogle, Stickies e Lite Bookmarks são os nomes das extensões maliciosas, disse a Icebrg. Todas elas já foram removidas da loja de complementos do Chrome, mas, antes disso, elas somavam mais de 500 mil instalações.

Os pesquisadores que fizeram a descoberta dizem que as quatro extensões possuíam um código secreto que permitia o download posterior de scripts maliciosos para o navegador. Esses scripts podiam redirecionar o usuário a páginas de propaganda.

De acordo com a Icebrg, os apps também poderiam instalar secretamente ferramentas de espionagem no PC da vítima. Como explica o Ars Technica, estes não são os primeiros vírus encontrados na loja de extensões do Chrome.

A recomendação é de que os usuários tenham cuidado ao baixar um app para o navegador, verifiquem as credenciais do desenvolvedor e usem apenas aquelas que forem imprescindíveis, já que, além do risco de malware, há também o impacto que os add-ons trazem à performance do PC.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ