Gmail passará a bloquear arquivos JavaScript para combater spam e vírus

O Google anunciou nesta semana que, a partir do próximo mês, começará a bloquear arquivos JavaScript de serem anexados em mensagens no Gmail. A empresa diz que a medida visa restringir a distribuição de spam e vírus pela plataforma de e-mail.

A mudança começa a valer em 13 de fevereiro. Embora arquivos de extensão .js não sejam maliciosos por natureza, eles podem ser usados por criminosos para instalar um malware no seu computador assim que você abrir a mensagem infectada na sua caixa de entrada, para citar apenas um exemplo.

Segundo o Google, o Gmail será capaz de detectar arquivos .js mesmo que eles estejam comprimidos em formato .zip, .tgz, .gz ou como .bz2. Ao tentar anexar um arquivo JavaScript, uma notificação surgirá na tela avisando que aquele anexo será bloqueado por segurança.

Se você é um programador e quiser encaminhar um arquivo JavaScript para um colega de trabalho, por exemplo, o Google recomenda que o envie pelo Google Drive. Arquivos .js entram para a já extensa lista de formatos bloqueados pelo Google por "questões de segurança", incluindo as extensões .exe, .msc e .bat.

Via G Suite Updates

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ