Vírus no Facebook usa falso vídeo da prisão de Lula para infectar PCs

O julgamento do ex-presidente Lula realizado nesta semana é um fato marcante na história do Brasil, sem dúvida. E sabe quem adora fatos históricos? O cibercrime, que já começou a utilizar o acontecimento como isca para tentar infectar computadores e tentar lucrar iludindo pessoas que navegam de forma descuidada no Facebook.

A descoberta foi apresentada por Fabio Assolini, pesquisador de segurança da Kaspersky. Ele publicou em seu Twitter o ataque, que consiste em um post patrocinado no Facebook, que não filtra anúncios maliciosos até surgir alguma denúncia, se passando pelo portal de notícias iG, utilizando até mesmo o cachorrinho que é símbolo da empresa como imagem da página falsa. A publicação promete um vídeo do ex-presidente sendo conduzido para o 24º distrito policial.

Reprodução

A técnica tende a ser altamente eficiente por causa da notoriedade do caso. A essa altura, o Brasil está dividido em dois grupos que estariam amplamente interessados no vídeo: os entusiastas da prisão de Lula, que adorariam vê-lo preso, e os seus apoiadores, que ficariam revoltadíssimos com a cena. Ambos têm incentivos fortes para clicar no link.

Após entrar na página, o usuário é orientado a baixar e instalar um malware bancário em seu computador, que permitirá roubar informações sensíveis da vítima, resultando em prejuízo financeiro grave.

A dica em casos assim é a mesma: bom senso. Se, por um acaso, o ex-presidente Lula for preso, a informação estará por toda parte, em todos os sites noticiosos e na TV, independente de viés político. Evite clicar em links suspeitos que prometem uma informação tão exclusiva assim e, principalmente, não baixe nada de uma página desse tipo.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ