Israelense lança smartphone de R$ 50 mil com criptografia militar

Focada em garantir a segurança e privacidade do consumidor, a startup israelense Sirin Labs anunciou nesta terça-feira, 31, o Solarin, um smartphone Android que custa US$ 14 mil.

Reprodução

O smartphone tem tela de 5,5 polegadas com resolução 2K, processador Snapdragon 810, suporte para 24 faixas LTE, 128 GB de armazenamento interno, 4GB de RAM, câmera traseira de 23,8 megapixels e frontal de 8 megapixels, bateria de 4,040 mAh e criptografia de 256 bits semelhante à usada pelos militares para proteger as comunicações, ativada através de um interruptor de segurança que fica na parte traseira do smartphone. O dispositivo roda o Adroid 5.1 e é resistente à água e à poeira.

Reprodução

A empresa promete a tecnologia de privacidade mais avançada do mundo, atualmente disponível somente para agências de inteligência. "Os ataques cibernéticos são endêmicos em todo o mundo", afirma Tal Cohen, CEO e co-fundador da Sirin Labs. "Esta tendência está aumentando. Um só ataque pode prejudicar gravemente a reputação e finanças de uma empresa".

Reprodução

Quem estiver disposto a desembolsar quase R$ 50 mil em um smartphone pode comprá-lo no site da Sirin Labs a partir de amanhã. Para saber mais, clique aqui.

Via TheVerge

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ