Segurança

cartão de crédito

Malware brasileiro rouba dados de cartões através das maquininhas

Juliana Américo 13/03/2018 11h50
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Os pesquisadores da empresa de segurança Kaspersky descobriram um vírus desenvolvido por cibercriminosos brasileiros, baseado em uma versão do malware Prilex, capaz de invadir o sistema das máquinas de cartão e roubar informações e dados dos consumidores.


O malware Prilex foi identificado pela primeira vez em 2014, mas uma nova versão e modificada do vírus foi descoberta recentemente. Ele conta com alguns recursos adicionais que foram usados ​​para infectar terminais de pontos de vendas, ou seja, as maquininhas usadas em lojas, e coletar dados de cartão.

Ele, basicamente, se espalha por e-mail ou mensagens e modifica o software do terminal para permitir que um terceiro capture os dados transmitidos pela máquina para o banco. Com essas informações, os cibercriminosos são capazes de clonar os cartões para realizar compras indevidas.

A recomendação para evitar cair nesse tipo de golpe é sempre acompanhar o histórico de transações do cartão. Caso identifique um gasto indevido ou suspeito, entre em contato imediatamente com o banco. Além disso, ative as notificações via aplicativo ou SMS para saber sempre que uma compra for realizada com o seu cartão. Aplicativos de carteira virtual, como o Google Pay e o Apple Pay, e o uso de cartões virtuais também podem ajudar a driblar os cibercriminosos.

Hackers Cartões de crédito cibercrime
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você