Pesquisadores demonstram como ocorreu invasão ao Telegram de Sérgio Moro

Polícia afirma que hackers agiram utilizando falha na rede das operadoras de telefonia

Maria Dourado, editado por Renato Santino 26/07/2019 21h00
sergio moro
A A A

Na última quarta-feira, 24, quatro suspeitos de hackear dispositivos do ministro Sérgio Moro e de outras autoridades foram presos pela Polícia Federal. Ainda com investigações em andamento, a polícia alega que o acesso à conta no Telegram das autoridades foi possível graças à uma falha na rede das operadoras de telefonia.


Os hackers teriam capturado o token do Telegram de Moro, normalmente enviado por SMS, em uma tentativa de sincronizar sua conta no serviço web do aplicativo de mensagens. O ministro não havia optado pela verificação em dois passos, então, bastou ter o código de acesso em mãos para fazer login em sua conta — o que mostra a importância de ativar PINs, códigos e duplos fatores.

O site Radialle, que compartilha estudos e conhecimentos sobre tecnologia, recriou o ataque, passo a passo, da maneira divulgada pela Polícia Federal.

Via: Radialle e Revista Painel Político

Invasão telegram vazamento privaciade sergio moro
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você