Veja os dispositivos mais vulneráveis a ataques hackers

Com a aproximação da Black Friday e festas de final de ano, a procura por produtos eletrônicos aumenta. Segundo uma pesquisa da Intel, os recordistas na intenção de compras, nos Estados Unidos, são os smartphones e tablets (52%), seguidos pelos laptops e PCs (33%), dispositivos de automação residencial (26%) e sticks de streaming de mídia (25%).

Para ajudar os consumidores a protegerem os seus dispositivos, a empresa divulgou uma lista com os produtos mais vulneráveis. Enquanto a maioria está consciente da fragilidade de dispositivos mais antigos, como laptops (76% sabem dos riscos), celulares (70%) e tablets (69%), ainda não existe uma consciência sobre os riscos de outros dispositivos.

Agora, em produtos como drones, brinquedos infantis, tecnologia de realidade virtual e dispositivos para animais de estimação, somente 20%, 15%, 15% e 11% das pessoas, respectivamente, conhecem suas vulnerabilidades, o que coloca esses produtos como os mais fracos no mercado.

Além disso, a pesquisa mostra que apesar de 81% dos consumidores acreditarem que é muito importante proteger suas identidades online e dispositivos conectados, quase metade não sabe se está tomando as medidas de segurança adequadas.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ