Veja quanto os autores do mega-ataque de hoje estão faturando em tempo real

A bitcoin é altamente peculiar. A moeda, preferida pelo cibercrime pelo anonimato que proporciona aos seus usuários, também totalmente rastreável, de modo que todas as transações são verificáveis em um arquivo público e aberto. Isso proporciona uma característica ímpar: a de saber exatamente quanto uma carteira está recebendo de dinheiro em tempo real.

No caso de grandes ciberataques como o Petya, que pegou o mundo de surpresa com um ransomware que está sequestrando computadores no mundo inteiro esperando um pagamento em bitcoins para desbloquear a máquina, é plenamente possível saber quanto os cibercriminosos estão recebendo em tempo real.

Essa é uma característica do Blockchain, a tecnologia que viabiliza a bitcoin. Se você tem o endereço da carteira do criminoso, é fácil saber o quão lucrativo tem sido a empreitada. E, graças às fotos registradas pelas vítimas, que publicaram o estrago na web, nós sabemos exatamente qual é o endereço.

Assim, se você quiser olhar o quanto de dinheiro o cibercrime está tirando com este ataque em tempo real, basta clicar neste link para ver a situação. No momento em que este texto é escrito, já foram registrados vinte pagamentos, no total de 2,13921928 bitcoins, como você pode ver na captura abaixo; com a cotação da criptomoeda atualmente na casa dos US$ 2.300, os cibercriminosos faturaram quase US$ 5.000 só hoje, o que, na conversão em reais resulta em R$ 16 mil.

A tendência é que esse número aumente ao longo do dia; para acompanhar, basta atualizar a página de tempos em tempos.

Reprodução

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ