WannaCry pode ser apenas o começo dos ataques hackers de propagação rápida

O ataque do ransomware WannaCry pegou todo mundo da surpresa há algumas semanas, espalhando-se por mais de 300 mil computadores em poucas horas. No entanto, esse pode ser apenas o começo de uma onda de ataques que explorem a vulnerabilidade dos sistemas operacionais.

Relatórios do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, divulgados pela Reuters, mostram que uma nova brecha foi encontrada no Samba, um software de código livre desenvolvido para computadores Linux e Unix.

O problema de segurança poderia ser explorado para infectar mais de 100 mil computadores e, aparentemente, os hackers precisariam de apenas 15 minutos para desenvolver um malware capaz de explorar essa vulnerabilidade. No entanto, Rebekah Brown, da companhia de cibersegurança Rapid7, afirmou que, nas primeiras 12 horas após o anúncio da descoberta, não foram encontrados sinais de que hackers estejam explorando a falha.

A diferença entre o WannaCry e esse possível futuro malware é que o primeiro visava atacar, principalmente, sistemas pertencentes a empresas ou organizações governamentais, aproveitando uma brecha de segurança que lhe permitia infectar todos os computadores em uma rede sem a interação com o usuário; já esse segundo afetaria, em sua maioria, computadores que estão executando versões mais antigas do software e que pertencem a usuários domésticos.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ