Como evitar que seu PC seja usado para minerar bitcoins sem sua permissão

Preste atenção! Seu computador pode estar sendo usado para enriquecer alguém sem que você sequer imagine. Isso mesmo, hackers  e outras mentes mal intencionadas descobriram mais uma forma de fazer dinheiro usando equipamentos alheios: através da mineração de bitcoins (ou qualquer outra moeda virtual em atividade). Pior que não ganhar nada com isso é que você ainda pode sofrer com uma queda significativa de performance da sua máquina.

Talvez você já saiba, o Bitcoin é uma moeda virtual internacional sem qualquer órgão regulador. Seu valor é determinado pela especulação em bolsas de valores virtuais. Recentemente, a criptomoeda que flutua nas leis da oferta e demanda, ultrapassou os oito mil dólares! O que menos gente sabe é que essas moedas virtuais – o Bitcoin inclusive – são produzidas de forma descentralizada. O processo de criação de uma nova unidade de Bitcoin é chamado mineração.

Funciona assim: computadores competem entre si para ver qual máquina – ou conjunto de máquinas – decifra mais rápido problemas matemáticos com valores criptografados. A complexidade dos desafios é ajustado pela própria rede. No final, quem resolve o problema é recompensado com um bloco da moeda.

Em 2009, quando o Bitcoin surgiu, qualquer pessoa era capaz de “minerar” no seu próprio computador. Era só deixar o PC ligado 24 horas por dia trabalhando sem parar que dava certo. O número de interessados cresceu e, proporcionalmente, as equações matemáticas dos desafios ficaram extremamente complexas. Hoje, demandam altíssimo poder computacional. Não é mais para qualquer um...

Sem essas supermáquinas, uma forma de minerar e produzir novos bitcoins é combinar o poder computacional de milhares de computadores. É aí que entram os hackers. Existem três  formas de “sequestrar” máquinas para que elas trabalhem em favor de outra pessoa. A primeira é através da invasão de um site popular e relevante. Os criminosos implantam um código de mineração por trás da página oficial e toda vez que qualquer usuário se conecta, seu computador passa a ser usado como parte de uma rede para minerar. Outra forma é através de aplicativos ou ferramentas que as pessoas instalam nos PCs; se não forem baixados de um ambiente seguro e verificado, esses apps podem trazer embutido um processo de mineração indevido e invisível ao usuário. É possível também, através de um ataque direto, que um malware infecte o PC e instale um minerador em segundo plano.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ