Confira 7 dicas para evitar choques e acidentes com carregadores de celular

Na última semana, um jovem sofreu uma parada cardíaca após levar um choque ao usar o smartphone ligado à tomada. Uma das suspeitas era de um mal funcionamento do aparelho, que acabou provocando um acidente raro, mas que não é tão incomum quanto deveria. Mas casos do tipo podem ser prevenidos com algumas medidas simples. Listamos algumas delas a seguir. Confira:

1. Fuja de carregadores baratos, de marcas pouco confiáveis, e também de acessórios em más condições, com cabo descascado. “As pessoas devem esquecer os mitos de que o carregador genérico cumpre o mesmo objetivo que os de marca”, diz Pedro Al Shara, CEO da fabricante de nobreaks TS Shara. A empresa diz que um acessório que não atende às normas de segurança pode causar “diferença de tensão elétrica”, o que acaba provocando acidentes.

2. A mesma dica vale para novas baterias. Scott Wolfson, diretor de comunicação da Consumer Product Safety Commission, órgão de segurança dos Estados Unidos, explicou ao Digital Trends que “componentes de terceiros não são consistentes com os componentes que vêm com o telefone”. Por isso, a comissão recomenda que “a peça de reposição seja adquirida pela mesma empresa que fabrica o telefone”.

3. Se você realmente precisa usar um carregador barato, tire-o da tomada para evitar que ele continue consumindo energia. A TS Shara explica: enquanto os equipamentos originais contam com uma tecnologia que impede o envio de corrente quando não há nada conectado a eles, um carregador falsificado não necessariamente vem com esse recurso.  

4. Evite o uso de muitas extensões, benjamins, Ts, multiplicadores e similares em tomadas. Conforme explicaram à BBC os bombeiros da South Yorkshire Fire and Rescue, os adaptadores são seguros, mas suportam uma quantidade limitada de corrente. Passando disso, os riscos de sobrecarga e incêndio aumentam. Aqui no Brasil, adaptador com três saídas comum, por exemplo, deve aguentar cerca de 10 amperes (10A).

5. Fique atento ao local em que você deixou o celular carregando. Os aparelhos costumam esquentar enquanto estão “se alimentando”, e a mistura de calor com superfície inflamável é bem perigosa. Os mesmos bombeiros ouvidos pela reportagem da BBC explicaram que isso aumenta a chance de um eventual incêndio se espalhar.

6. E o problema não é só com superfícies inflamáveis. Também é bom evitar carregar o celular em ambientes úmidos, seja um banheiro cheio de vapor ou as proximidades de uma piscina, porque a água é uma boa condutora de eletricidade. Segundo a TS Shara, isso faz com que os riscos de curto e de choque elétrico aumentem.

7. Por fim, fique atento à manuntenção da rede elétrica de sua casa. Demos algumas dicas relacionadas a isso nesta reportagem aqui.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ