Games e Consoles

Sony PlayStation

FBI investiga uso de PlayStation para venda de drogas nos EUA

Fabrício Filho, editado por Daniel Junqueira 04/12/2019 16h40
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Suspeito realizaria as transações através de jogos online; unidade de polícia dos Estados Unidos solicitou mais informações à Sony

O FBI solicitou em outubro um mandado de busca que obriga a Sony fornecer dados sobre Curtis Alexander, também conhecido como “Dola”, acusado de fazer parte de uma rede de distribuição de cocaína por meio da PlayStation Network, a rede online do PS4. A unidade de polícia dos Estados Unidos alega que o suspeito usa uma conta online para coordenar vendas ilegais em grande escala. 


"O provedor (Sony) é, por meio desta solicitação, obrigado a divulgar as informações ao governo dentro de 14 dias após a emissão deste mandado", diz o pedido, apresentado em 22 de outubro no Distrito Oeste do Missouri. 

"O CHS (Fonte Humana Confidencial, em português) afirmou que Alexander atualmente cobra US$ 34 mil pelo quilo de cocaína. A fonte disse que o indivíduo utiliza o nome de usuário de PlayStation 'Speedola20'", continua a solicitação, que tem como base um sujeito não identificado que está em colaboração com a investigação. 

A fonte revelou que o suspeito o contatou enquanto eles estavam no meio de uma partida em um jogo de PS. "Os investigadores acreditam que Alexander pensa que a comunicação por áudio durante sua participação em um jogo online é segura. Dessa forma, ele provavelmente considera que pode usar a comunicação por áudio durante um jogo no PlayStation para organizar os detalhes de uma transação de drogas", indaga o apelo. 

Devido às informações obtidas, o FBI solicitou à Sony tudo o que a gigante de tecnologia possa ter sobre o suspeito. Entre os documentos requeridos por investigadores, estão cópias armazenadas de e-mails, bate-papos e outras categorias de mensagem enviadas e recebidas pela conta de Alexander. Apesar disso, não existe a confirmação de que a empresa forneceu os dados exigidos. 

Além de conversas privadas com outros jogadores, o FBI pediu detalhes sobre os jogos supostamente utilizados para realizar as transações e informações pessoais, como nome, endereço físico, números de telefone, senhas associadas à conta, perguntas e respostas de segurança e o código IP, necessário para se registrar e fazer login.

Via: Motherboard

Sony PlayStation PS4 FBI Drogas Investigação
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você