Garoto de 14 anos é processado por trapacear em jogo online

Jogos online podem sofrer bastante com a ação de trapaceadores, que usam ferramentas não autorizadas para obter vantagens em relação aos outros jogadores. A Epic Games, desenvolvedora de "Fortnite", decidiu tomar uma ação contra a prática, e processou um jovem de 14 anos por trapacear no jogo.

Há alguns meses a Epic Games decidiu processar dois jogadores que trapaceavam em "Fortnite Battle Royale". Além de usarem um serviço pago de cheat para ganhar vantagem no jogo, a desenvolvedora diz que eles também forneciam suporte para outros jogadores que quisessem trapacear.

O problema é que um dos processados é um garoto de 14 anos. A mãe dele não gostou da história e diz que a Epic está usando o seu filho como bode expiatório ao atacar as pessoas que trapaceiam, e não quem cria ferramentas que permitem trapaça. Além disso, ela diz que o game exige consentimento dos pais para menores de idade, e os pais do garoto jamais permitiram que ele jogasse. Por fim, ela questiona a alegação da Epic de que a trapaça prejudica a empresa financeiramente, sendo que o jogo é gratuito.

Ao site Kotaku, a Epic Games defendeu a ação contra o garoto. "A Epic não concorda com trapaça ou violação de direitos autorais feita por pessoas de qualquer idade", disse um representante da empresa. "Vamos perseguir todas as opções disponíveis para garantir que nossos jogos sejam divertidos, justos e competitivos para jogadores."

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ