Google estaria desenvolvendo plataforma para competir com Xbox e PlayStation

Microsoft e Sony já admitiram publicamente estar trabalhando na próxima geração de consoles, mas se os rumores estiverem certos, pode haver uma terceira gigante da tecnologia de olho nesse mercado: o Google. O burburinho aponta que a empresa tem a intenção de levar a sério os games.

Em fevereiro deste ano, surgiram informações de que a empresa estaria desenvolvendo um projeto conhecido internamente como Yeti. A proposta não seria muito diferente do PlayStation Now, da Sony: uma plataforma de streaming de jogos, que permite que qualquer pessoa com acesso bom o bastante à internet consiga jogar os games mais exigentes, sem depender de um hardware dedicado.

Agora o site Kotaku também diz ter ouvido uma história similar de diversas fontes do setor de games. Segundo a publicação, o Google atua em três frentes para avançar no setor de games. A primeira é no serviço de streaming já mencionado, a segunda é algum tipo de hardware ainda não especificado e a última inclui a tentativa de trazer desenvolvedores de jogos para trabalhar na empresa, o que pode ser feito por meio de contratações ou pela aquisição de estúdios.

Segundo o Kotaku, o Google chegou até mesmo a se reunir com membros da indústria na E3, a principal conferência de jogos eletrônicos do planeta, chegando a discutir a possibilidade de adquirir estúdios.

Se você não está familiar com o conceito de streaming de jogos, o que é compreensível já que a internet brasileira não é exatamente boa o bastante para que algo do tipo decole por aqui, o conceito é simples. Imagine a Netflix: ela roda em qualquer TV, qualquer computador, qualquer console de videogame, bastando apenas que ele esteja conectado à internet. Com o streaming de jogos é a mesma coisa: você conecta um controle ao seu aparelho, seja ele qual for, e envia comandos pela internet para um computador remoto que está fazendo o trabalho pesado de processar o jogo e transmitir de volta a imagem para a sua tela, como se fosse um vídeo.

A vantagem desse sistema é que não é necessário ter um console físico ou um PC poderoso para rodar jogos exigentes; a desvantagem é que você passa a depender da sua conexão para isso, e a distância da sua casa até o servidor pode ser um fator importante para aproveitar o game. Afinal de contas, se o comando que você realiza demorar para chegar, ser processado e a imagem na sua tela demorar para ser atualizada, você terá uma experiência ruim de jogo com o infame lag, especialmente em jogos que demandam agilidade, como os do gênero de luta e tiro.

A questão do hardware ainda aparece como mais nebulosa entre os rumores, e pouco se tem ouvido até então. O plano do Google seria vinculá-lo de alguma forma ao serviço de streaming, mas não se sabe qual vantagem ele traria ao jogador em comparação a rodar os jogos em uma janela de navegador, por exemplo.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ