Microsoft quase matou o Xbox em 2014; entenda por quê

Mudança no comando do desenvolvimento do produto acabou desencadeando uma série de problemas

Da Redação, editado por Fabiana Rolfini 17/11/2020 13h47
Xbox Elite Controller
A A A

O ano de 2020 marcou a chegada de mais uma nova geração de consoles nas prateleiras. O grande rival do Playstation 5, o Xbox Series X, continua consolidando a presença da Microsoft no mundo dos games. Ainda assim, Phil Spencer, um dos principais nomes por trás do projeto da marca Xbox, revelou que os esforços da companhia para continuar competindo no mercado dos videogames quase foram encerrados de vez após o lançamento do Xbox One.


A decisão poderia ter sido tomada por conta da saída do presidente do projeto na época. Don Mattrick decidiu entregar o cargo em julho de 2013, perto da primeira apresentação oficial do console na E3, uma das maiores feiras do mercado de jogos. A mudança no comando do desenvolvimento do produto acabou desencadeando uma série de problemas. 

Imagem: robtek/ShutterstockFalhas nos últimos passos do projeto fizeram com que o console chegasse ao mercado com software não finalizado. Imagem: robtek/Shutterstock

A partir daí, o projeto do console foi distribuído entre diversos setores da Microsoft, descentralizando todo o processo de desenvolvimento do produto. Com o time responsável pelo console dividido, o executivo destacou que o dispositivo ficou perto de perder o prazo de chegar nas lojas antes das festas de fim de ano.

Sobre as dificuldades enfrentadas no desenvolvimento do Xbox One, Yusuf Medhi, vice-presidente da divisão de dispositivos Windows, chegou a declarar que apesar das boas intenções, a empresa não teria conseguido entregar o que os fãs queriam na época.

Desistir ou seguir em frente?

No início de 2014, com a chegada do novo CEO da Microsoft, Satya Nadella, Spencer foi obrigado a avaliar se realmente seria válido continuar apostando na continuação do projeto. Até então, o console estava sendo massacrado em número de vendas pelo seu principal rival, o Playstation 4. Nadella, ainda assim, decidiu continuar investindo na divisão responsável pelo Xbox, deixando Spencer como o principal responsável pelo desenvolvimento de novos consoles.

A decisão teria sido motivada pela falta de profissionais para comandar a continuidade do projeto: "Acho que a razão pela qual acabei com esse trabalho, francamente, foi porque os outros líderes já tinham ido embora", declarou Spencer. Segundo o executivo, na ocasião, ele era basicamente a última pessoa na mesa para liderar a divisão de games da Microsoft.

Via: Arstechnica

 

Microsoft PlayStation Xbox Satya Nadella phil spencer
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você