Novo 'Marvel vs. Capcom' pode não ter os X-Men; saiba por quê

Um dos anúncios mais impressionantes da PlayStation Experience 2016 foi o retorno de uma das mais amadas franquias de games de luta das últimas décadas. O evento marcou, entre outras coisas, o anúncio oficial de "Marvel vs. Capcom: Infinite", quarto título da série, que chega em 2017.

O trailer, que ganhou uma versão estendida depois mostrando a jogabilidade, porém, pode ter colocado mais lenha na fogueira de um rumor que já existe há algum tempo. Antes que o jogo fosse oficializado, chegou-se a comentar pela imprensa especializada que o novo "Marvel vs. Capcom" pode não ter personagens dos X-Men.

O trailer destaca dois heróis da Marvel: Homem de Ferro e Capitã Marvel. O primeiro ganhou sucesso mundial com os filmes da Marvel Studios e a segunda vai ganhar um filme próprio em 2018. No vídeo de gameplay, vemos o Capitão América. Mas nem sinal de Wolverine ou qualquer outro dos mutantes dos quadrinhos que costumavam tomar o centro das atenções no marketing dos games anteriores.

Há também outras referências aos filmes da Marvel: tanto o uniforme do Capitão América quanto a armadura do Homem de Ferro têm como base o visual do cinema, e não o dos quadrinhos. Além disso, os produtores do novo game confirmaram que o modo história terá relação com as Joias do Infinito, elementos que têm papel importante na saga dos Vingadores nas telonas.

O que os X-Men têm a ver com isso? Nos cinemas, os direitos de uso dos personagens da franquia X pertencem à Fox, e não à Marvel. É por isso que os mutantes nunca encontraram ou sequer foram citados em qualquer filme dos Vingadores, por exemplo. No mercado cinematográfico, Marvel e Fox são concorrentes, embora usem personagens da mesma fonte.

Um suposto "boicote" aos X-Men, por conta dessa rivalidade entre os estúdios de cinema, já pode ser visto nos quadrinhos. O pôster oficial da Marvel Comics para 2016 não inclui sequer um membro da equipe de mutantes. Além disso, pouco a pouco a Marvel tem reduzido o número de HQs da linha X. Há rumores de que os mutantes serão banidos para outro planeta em 2016 para que não cruzem mais o caminho dos Vingadores nas HQs.

Isso não quer dizer que a Marvel está proibida de usar os X-Men nos games. Quando "Marvel vs. Capcom 3: Fate of Two Worlds" foi lançado, em 2011, por exemplo, o acordo entre Fox e Marvel já estava em vigor há mais de 10 anos. Mesmo assim, os mutantes estavam disponíveis no jogo. Acontece que a disputa entre os dois estúdios ainda não estava tão acirrada naquela época como está hoje em dia.

Faz sentido que a Disney, que é dona da Marvel, promova esse boicote. De um ponto de vista estratégico, a empresa consegue, assim, reduzir a atenção que os personagens da Fox têm em outras mídias, diminuindo seu impacto cultural e, por consequência, seu valor de mercado. A longo prazo, a Disney pode até forçar a Fox a revender os direitos dos X-Men para a Marvel e ampliar ainda mais seu universo cinematográfico unificado.

Ainda é cedo para dizer que essa estratégia de boicote está acontecendo em "Marvel vs. Capcom: Infinite" também. Até porque trata-se de uma atitude, no mínimo, arriscada, essa de cortar de um game tão famoso algumas de suas principais estrelas. Jogar o novo título da série sem poder utilizar o lendário "Tornado Claw" nos adversários com o Wolverine seria decepcionante.

Mais triste ainda seria saber que os X-Men foram cortados da franquia que eles mesmos ajudaram a construir. No primeiro game, por exemplo, o principal vilão era o Massacre, personagem que estava no centro das HQs dos X-Men na época. A própria série "Marvel vs. Capcom" nasceu como uma espécie de evolução de outro jogo de luta, chamado "X-Men vs. Street Fighter" (1996), além de outros clássicos que a inspiraram em conceito e gameplay, como "X-Men: Children of the Atom" (1994).

Os produtores do game ainda não quiseram confirmar a presença dos X-Men no novo título, mas também não confirmaram o corte. Talvez os X-Men não tenham sido totalmente cortados do jogo, afinal, mas sejam apenas boicotados durante o marketing. É possível que eles até sejam personagens jogáveis, mas não no modo história. Por enquanto, porém, tudo não passa de especulação. Só saberemos a verdade nos próximo meses, conforme mais detalhes sobre "Marvel vs. Capcom: Infinite" sejam divulgados. O game chega ao PC, ao PlayStation 4 e ao Xbox One em 2017.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ