O que é 'PUBG', o jogo que tem deixado 'LoL' e 'Dota' para trás

"PlayerUnknown's: Battlegrounds" é um dos maiores sucessos inesperados de 2017. O game, que ainda não fez sua estreia nos consoles, mas já é adorado pela comunidade de PC, conseguiu dar um susto em nomes gigantes como "League of Legends", "Counter-Strike" e "DotA 2".

No Steam, o game frequentemente aparece no topo da lista dos mais jogados, deixando para trás os sucessos eternos como "DotA 2" e "Counter-Strike: Global Offensive". Já no Twitch, o game frequentemente supera "League of Legends" entre as transmissões mais assistidas. E olha que o título ainda está em fase de desenvolvimento.

Como pode, então, esse jogo — do qual muitas pessoas nem ouviram falar — estar sendo mais jogado do que clássicos consagrados do MMO? Em primeiro lugar, ao contrário de todos os jogos que citamos, "PlayerUnknown's Battlegrounds" é sim focado na experiência multiplayer online, mas, no principal mogo de jogo, o solo, não há vencedores — pelo menos não no plural.

Todos os jogadores partem do zero independente do modo escolhido. Soltos em um mapa com cerca de 8 km², eles precisam encontrar armas o mais rápido possível para disputar quem vai se tornar o último sobrevivente da equipe ou, no caso de cada um por si, quem vai se manter de pé até o final. O game, neste sentido, se mostra muito inspirado no consagrado mangá "Battle Royale", no qual adolescentes são presos em uma ilha e forçados a matar uns aos outros até que só um sobreviva. No mundo do cinema, uma referência seria Jogos Vorazes.

A cada partida são 100 competidores. Conforme o tempo passa, o próprio mapa te força a ir para o centro da batalha — interessante notar que não precisamos ir a pé, necessariamente; há vários veículos no jogo. Se você passa da barreira que cera os jogadores, você morre. Algo que deixa o gameplay mais dinâmico é podermos nos movimentar enquanto miramos ou mexemos no inventário, por exemplo.  

Em termos de comandos ou estratégia, não há nada que exija tanta destreza com o teclado. Se você está acostumado com jogos de tiro, em terceira ou em primeira pessoa, não deve ter muita dificuldade em se adaptar ao Battlegrounds. Como compreender esses elementos não exige algum tipo de habilidade ou afinidade específicas e o tema é simples, sobrevivência, a tendência é que um público maior seja atraído pelo game. Você não tem várias classes diferentes, com histórias e habilidades específicas. Você é simplesmente mais um em uma centena de humanos condenados àquela situação.

Atualmente, o jogo pode variar de 3 formas: solo, duo ou squad. Como o nome sugere, nos dois primeiros casos, podemos jogar sozinhos ou em dupla, com perspectivas em primeira ou terceira pessoa. No modo squad, jogamos sozinhos, em duplas, em trios ou em um grupo com quatro personagens. É pouco provável que uma equipe inteira permaneça viva até o fim de uma partida, no entanto. Se você tem coragem de enfrentar times sozinho, sinta-se à vontade.   

No momento em que esta matéria estava sendo escrita, o jogo contava com o maior pico de jogadores do dia, que atingiu a marca de 962.950 pessoas. Para você ter ideia, o segundo lugar era de "Dota 2", com 723.365 jogadores — mais de 200 mil a menos.

Em seis meses, foram vendidas cerca de 10 milhões de unidades, de acordo com o site Eurogamer, e a equipe responsável pelo título, a PlayerUnknown, deve lançar uma versão para Xbox One em breve.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ