Warner diz que Brasil não está envolvido em polêmica de youtubers pagos

Nesta semana a Warner precisou dar explicações sobre a polêmica em que se envolveu ao pagar dinheiro real para alguns youtubers falarem bem dos jogos da empresa. A célula brasileira da companhia, da WB Brasil, veio a público nesta quarta-feira, 13, para dizer que o Brasil não está envolvido na polêmica.

Para quem não está por dentro do caso, a Federal Trade Comission processou a Warner Bros Games nos Estados Unidos por propaganda ilegal. Segundo a investigação, a publisher pagou youtubers famosos para tecerem elogios e evitarem comentar bugs e problemas do game "Middle-Earth: Shadow of Mordor". Um dos envolvidos é Felix Kjellberg, o PewDiePie, maior youtuber gamer do planeta.

A declaração foi dada pelo diretor de marketing da publisher, Nelson Sambrano. Ao Canaltech, ele explica que a proximidade com influenciadores de opinião é fundamental para a divulgação de produtos. Contudo, o pagamento para que esses profissionais façam elogios aos jogos não está “incluso” nas políticas da companhia.

O executivo ainda disse que a “relação com influenciadores e imprensa é muito transparente e profissional”. Pego de surpresa, ele disse que ainda está esperando um posicionamento oficial da matriz sobre o assunto.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ