Conheça o laboratório caseiro que restaura e atualiza videogames antigos em SP

Pirituba, zona oeste de São Paulo... aqui não se esconde nenhum laboratório de alta tecnologia. Mas, de uma dessas casas, surgem combinações quase improváveis, que adaptam antigos aparelhos a tempos modernos. Estamos falando do casamento entre consoles antigos de videogame e TVs modernas. Talvez nunca tenha parado para pensar nisso, mas os Nintendos e até os Ataris de décadas atrás têm muita dificuldade de conversar com televisores de hoje em dia. Só que, na melhor onda retrô, muita gente quer ressuscitar esses consoles....

Além de consertar e restaurar consoles com mais de 20 ou 30 anos, o trabalho quase artesanal do Fábio é fazer com que os videogames antigos se adaptem às televisões de última geração. Talvez nem todo mundo lembre, mas 30 anos atrás, a saída digital HDMI não era padrão e a resolução 1080p Full HD estava longe de ser alcançada.

Para os nostálgicos dos games retrô, ligar um aparelho antigo em uma TV de alta definição é simplesmente frustrante. Primeiro, é só dar uma olhada nas saídas disponíveis atrás do videogame e comparar com as da TV. Usar a saída de vídeo composto, com aqueles cabos vermelho e amarelo, para ligar o console em uma TV atual, não dá um resultado muito legal. As resoluções das telas de hoje em dia são muito maiores e deixam os 8 ou 16 bits dos consoles antigos completamente distorcidos.

Fábio e outros nostálgicos dos consoles aqui no Brasil modificam aparelhos como Master System, Super Nintendo, Mega Drive e até a primeira versão do PlayStation. Para esses velhinhos, a alternativa é colocar uma saída de vídeo componente - aquela com três cabos: verde, azul e vermelho - para conseguir uma experiência melhor ao ligar o aparelho antigo em uma TV mais nova. Em alguns videogames dá até para colocar uma saída HDMI…

Toda essa transformação é possível graças a placas especiais desenvolvidas por entusiastas no exterior e importadas para serem substituídas aqui no laboratório caseiro. O processo exige cuidado máximo. Formado em análise de redes, o Fábio entende de elétrica e eletrônica. Ele sempre foi o cara que consertou os videogames dos amigos e, há um ano, transformou o hobby e paixão em profissão!

A reforma geral de um console, que envolve a troca de capacitores, limpeza da placa e troca das soldas custa entre 150 e 200 reais. Já a modificação, com as peças são importadas, sai um pouco mais caro…

Se você encontrou aquele console esquecido no fundo do armário e quer reviver emoções do passado em uma sessão de nostalgia e diversão, a saída é muito interessante. Talvez a TV de tubo já esteja mesmo aposentada, mas ligar o videgame à sua TV nova pode ser uma experiência interessante. Graças ao avanço da tecnologia e à paixão de aficionados como o Fábio, a saga dos retrôs está só no começo!



RECOMENDADO PARA VOCÊ