Sony Walkman TPS-L2

Ícone da geração 80, Walkman completa 40 anos

Redação Olhar Digital 01/07/2019 16h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Aparelho desenvolvido pela Sony foi um dos primeiros reprodutores de música portátil do mundo e revolucionou o mercado de áudio

Nesta segunda-feira (1) o Walkman completa 40 anos de existência. O aparelho da Sony foi um dos primeiros reprodutores portáteis de música do mundo, lá em 1979, e marcou a geração dos anos 80. Capaz de reproduzir fitas cassetes, um formato que revolucionou a indústria da música na época, o dispositivo fez tanto sucesso que o nome Walkman, patenteado pela Sony, virou um ícone do mercado de áudio. O aparelho foi decisivo também para revolucionar a indústria fonográfica, ao ajudar na popularização dos cassetes e na queda dos discos de vinil.


O nascimento e o legado do Walkman

A ideia de criar um aparelho portátil capaz de reproduzir fitas cassetes surgiu de um dos fundadores da Sony, Masaru Ibuka. Ele queria ouvir música com fones de ouvido em estéreo durante uma viagem de negócios para o exterior, e solicitou, então, que o time de desenvolvimento criasse uma versão do gravador portátil da Sony TC-D5. Este dispositivo, modificado para apenas reprodução em estéreo, viria a ser o protótipo do Walkman.

Reprodução

Em 1º de julho de 1979 o Walkman TPS-L2 foi lançado no Japão. Posteriormente, suas vendas se estenderam para todo o planeta, marcando uma geração inteira e revolucionando o mercado de áudio. Ao longo dos anos 80, tempo em que o Walkman reinou, a Sony lançou diversos modelos, como WM-2, WM-20 e a evolução deste aparelho, o WM-109, que acumulou mais de 20 milhões de unidades vendidas.

O surgimento do Walkman foi o início da era dos dispositivos pessoais de áudio portáteis, permitindo que as pessoas ouvissem suas músicas em qualquer lugar e a qualquer momento. Com o declínio da fita cassete e a ascensão do CD, no fim da década de 80, a Sony lançou em 1988 o Discman D-20. Depois, em 1992, a companhia introduziu o MiniDisc como formato de áudio com o MZ-1 MD-Walkman.

Reprodução

O Walkman fez tanto sucesso que a Sony nunca abandonou a marca, mesmo quando os cassetes se tornaram inviáveis. Nos anos 2000, os discmans passaram a ser lançados com o nome "CD Walkman". A Sony também criou celulares com o nome em alusão às capacidades multimídia, e aproveitou a marca em MP3 Players que competiam com a febre dos iPods. Hoje em dia, o uso do selo é restrito a reprodutores de áudio digital de alta qualidade.

O sucesso atingido pelo Walkman nessas quatro décadas de existência é difícil de ser superado. De acordo com o TechTudo, as estimativas oficiais dão conta de que a linha de produtos Walkman vendeu 385 milhões de unidades no mundo todo – mas estes números datam de 2009. Para se ter uma ideia da escala, durante o auge do reprodutor de cassetes, a Sony comercializava 50 mil novas unidades por mês só no Japão. E você, ainda tem o seu Walkman guardado?

Fonte: TechTudo, The Verge

Música Áudio Sony aniversário
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você