'Sonhos' de inteligência artificial do Google serão expostos em museu

O Deep Dream é um sistema de rede neural do Google - espécie de inteligência artificial que simula as conexões feitas pelo cérebro humano - capaz de gerar imagens, no mínimo, curiosas. Algumas dessas imagens, batizadas de "sonhos", serão expostas a partir desta sexta-feira, 26, no museu da Gray Area Foundation, em São Francisco (EUA).

Basicamente, o que o Deep Dream faz é realçar múltiplas vezes padrões detectados em imagens aleatórias. Primeiro, o Google alimenta essa rede neural com diversas imagens para que ela aprenda o que é um cachorro, uma árvore ou um olho humano, por exemplo. Em seguida, os pesquisadores pedem que o sistema multiplique em uma imagem aquilo que ela conseguir identificar.

Desse modo, se na imagem de um gato o Deep Dream identificar o que são os olhos do animal, esses olhos serão realçados e multiplicados quase que infinitamente. É assim que imagens simples acabam desfiguradas por esses "devaneios", misturando cores e formas como uma arte surrealista.

A Gray Area Foundation, em parceria com o Google, convidou uma série de artistas digitais para elaborar obras de arte usando o algoritmo do Deep Dream. A mostra reúne 29 peças, criadas por 10 artistas diferentes, usando não só o sistema do Google como também outras técnicas baseadas em redes neurais. Veja algumas das obras expostas:

Reprodução

Reprodução

Reprodução

Reprodução

Reprodução

Reprodução

Via Gray Area Foundation

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ