6 recursos do Snapdragon 855 que mudarão radicalmente os smartphones

2019 parece ser o ano dos super smartphones. Veja por que

Se o esperado Galaxy S10 tiver conectividade 5G e um leitor de impressões digitais na tela, então podemos agradecer ao novo processador Snapdragon 855.Isso porque ele promete impulsionar os principais dispositivos Android em 2019,  incluindo aparelhos dos principais fabricantes do mercado, como a Samsung, Google e LG (além das fabricantes chinesas, claro).

No evento Snapdragon TechSummit, realizado pela Qualcomm, em Maui, no Havaí, parceiros como Samsung, OnePlus, Verizon e AT&T falaram sobre seus planos para dispositivos 5G para 2019. A Samsung, por exemplo, anunciou que lançará telefones 5G nos EUA no primeiro trimestre de 2019,  trabalhando com a AT&T e a Verizon, em um total de três modelos.

O processador fornecerá o cérebro e a conectividade de rede para a maioria dos smartphones Android topo de linha que chegarão ao em 2019 (a Huawei usa seu próprio chip Kirin para telefones). Quase todos os principais fornecedores de celulares trabalham com a Qualcomm, com uma grande exceção: a Apple projeta seus próprios chips e, agora, em meio a uma batalha de pagamentos de royalties com a Qualcomm, ela confia até mesmo nos modems da Intel para conectividade.

Reprodução

Para telefones high-end que não sejam da Apple, o Snapdragon 855 tem muito a oferecer. Ele permite melhores recursos de processamento da câmera, como gravar vídeos em 4K HDR e detectar quem está na frente da câmera.

É o primeiro chip a funcionar com o 3D Sonic Sensor, tecnologia  formada por um leitor de impressões digitais ultrassônico embutido na tela. E o Snapdragon 855 também é o primeiro processador a oferecer suporte à conectividade sem fio 5G - mas, infelizmente, o modem 5G não é incorporado ao Snapdragon 855.

Mas nada disso importa se os fabricantes de celulares que usam o processador 855 em seus telefones premium optarem por não usar todos os recursos da Qualcomm.

Mas, no geral, veja como o Snapdragon 855 influenciará o mercado de telefonia móvel em 2019:

1. Sensor de impressão digital 'ultrasônico' seguro incorporado na tela

Como os fabricantes de smartphones esticaram seus dispositivos em toda a frente da tela, eles abandonaram totalmente o botão home (inclusive Apple) ou moveram o leitor de impressões digitais para a parte traseira do dispositivo. O sensor ultrasônico permite que eles retornem o leitor de impressões digitais para a frente do telefone, mais precisamente no display. É esperado que a Samsung implemente um leitor de impressões digitais na tela com o Galaxy S10 no início do ano que vem. E é provável que muitos sigam a tendência.

2. Grava vídeos com efeito bokeh (modo retrato nos smartphones)

Vários smartphones já fazem o efeito bokeh em suas câmeras. É aquela foto em que a pessoa fica focada e o fundo desfocado, dando um efeito muito interessante. O modo retrato para vídeo promete fazer o mesmo em um clipe em movimento. O chip Snapdragon 855 é o primeiro a colocar o modo retrato em um vídeo 4K HDR.

O recurso rastreia o assunto principal, para que você possa até trocar o fundo por outra coisa, digamos, um cenário de ilha tropical. Mesmo com o processador sendo explorado quase ao máximo para realizar essa tarefa, a Qualcomm afirma que a plataforma 855 vai consumir 4 vezes menos energia do que seu antecessor.

E falando em vídeo, os telefones que usam o chip Snapdragon 855 podem capturar vídeo 4K a 60fps - enquanto economizam energia (30%) em comparação ao processando anterior, que captura vídeo em 4K a 30fps.

3. Armazene duas vezes mais fotos e vídeos


Este item é um pouco subjetivo, mas fique com a gente porque é muito legal. Os telefones que usam o Snapdragon 855 poderão aproveitar a tecnologia dos últimos iPhones, o padrão HEIF, ou formato de imagem de alta eficiência, que reduz suas fotos a metade do tamanho de um JPEG comum, sem perder a qualidade da imagem. Isso significa que você levará muito mais tempo para ficar sem espaço.

4. Fale com vários assistentes de IA de uma só vez


Você prefere o Google Assistant ou a Alexa, da Amazon? Com o chip Snapdragon 855 nào é preciso mais fazer escolhas. Ele permitirá que os fabricantes de telefones ofereçam suporte a vários assistentes de voz. Alguns fabricantes já fizeram isso no passado, mas era preciso baixar aplicativos extras e só podia usar um de cada vez. Não está completamente claro como isso funciona, mas esperamos saber mais em uma demonstração futura. Ele suportará o Assistente do Google, o Alexa, o Baidu DuerOS e mais alguns.

A Qualcomm também está usando IA (inteligência artificial) para combater ecos e ruídos de fundo que podem interferir no assistente de voz. O resultado final é que você deve poder falar com o assistente com menos frustração.

A IA também alimenta o recurso futurista de correspondência de voz, para que seu telefone responda apenas a você. Alguém que tente ativar seu telefone usando a voz não conseguirá acessar o dispositivo. Esse recurso pode abrir caminho para recursos de desbloqueio de voz no futuro.

5. Usa menos energia enquanto assiste a vídeos


Um novo recurso do Snapdragon 855, chamado Cinema Core, oferece até sete vezes mais economia de energia enquanto assiste serviços de vídeo, como o Amazon Prime.

O Cinema Core também vai possibilitar a reprodução de vídeos no padrão HDR10+ pela primeira vez em dispositivos móveis. Ele promete melhor qualidade de imagem, com destaques mais claros e cores mais realistas. A versão HDR10 +, criada pela Samsung, incorpora metadados dinâmicos que permitem que uma tela de alta faixa dinâmica ajuste os níveis de brilho cena a cena ou até quadro a quadro, melhorando a qualidade da imagem.

6. Jogos e vídeos de realidade virtual mais realistas


A nova GPU (processador gráfico) Adreno 640 do Snapdragon 855 tem desempenho 30% mais rápido, algo que permitirá jogos em HDR. Como o recurso de assistir a vídeos, o HDR faz com que as imagens pareçam mais realistas. A Qualcomm diz que os jogos HDR em smartphones terão mais de um bilhão de tons de cores.

E a empresa também tem uma nova técnica de iluminação e textura chamada "renderização baseada em física". Ela pode criar efeitos, como refletir raios solares que estão incidindo em um lago, por exemplo. Anteriormente, esse nível de detalhes não era possível fazer em dispositivos móveis, segundo a Qualcomm.

Os jogos também serão mais ágeis, graças aos algoritmos personalizados do Snapdragon 855 que foram projetados para reduzir os quadros perdidos em mais de 90%. A latência mais baixa melhora jogos online multiplayer. E para o suporte em realidade virtual, o novo chip da Qualcomm permite resoluções imersivas em até 8K a 120 quadros por segundo. 

E quanto ao 5G?


Os telefones high-end do próximo ano - os principais dispositivos que usarão o Snapdragon 855 - serão focados em 5G. Mas o 5G, na verdade, não está integrado ao próprio Snapdragon 855. Em vez disso, a conexão a nova rede móvel super rápida exige chips adicionais da Qualcomm, incluindo o modem X50.

É provável que os fabricantes de celulares lancem alguns dispositivos que só usem 4G LTE e deixem o 5G apenas em seus telefones mais importantes e sofisticados.

Se um fabricante de aparelhos opta apenas pelo Snapdragon 855, mas não pelo modem 5G, seu telefone poderá fazer o download de dados em até 2 gigabits por segundo, devido ao modem X24 embutido. Essa velocidade é o dobro do LTE mais rápido anterior, permitindo que você possa baixar 7 GB de vídeo Ultra HD no Netflix em 28 segundos.

O Snapdragon 855 também vem embalado com a mais recente tecnologia Wi-Fi, a versão 802.11ay . Ela permite baixa latência e velocidades de até 10 Gbps.

Conclusão

Hora de ficar mais técnico. O Snapdragon 855 é construído usando a tecnologia de processo de 7 nanômetros, a técnica mais avançada disponível atualmente. Uma parte fundamental da fabricação de semicondutores é a miniaturização dos componentes chamados transistores - interruptores eletrônicos extraordinariamente pequenos que processam dados para tudo, de relógios do forno de microondas a algoritmos de inteligência artificial que são executados em nossos telefones. Quanto menores os transistores, melhor a duração da bateria e o desempenho.

O chip A12 Bionic , da Apple , encontrado no iPhone XS e XS Max, tornou-se o primeiro processador de 7nm do mundo quando foi lançado em setembro. Agora, telefones Android topo de linha também terão chips de 7nm.

Outra inovação no Snapdragon 855 é o CPU Kryo 485, construído com a tecnologia Cortex, da ARM. Isso aumenta o desempenho em até 45% em relação ao Snapdragon 845 do ano passado. E a nova GPU Adreno 640 fornece gráficos até 20% mais rápidos.

É isso. Parece que teremos super celulares em 2019, mais potentes do que alguns computadores. Queremos saber a sua opinião. Participe nos comentários abaixo.

Será uma nova era para a computação móvel?

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ