Abuso dos usuários faz Microsoft cancelar armazenamento ilimitado no OneDrive

A Microsoft aplicará uma série de mudanças negativas ao OneDrive, fazendo com que todos os usuários paguem pela atitude de uma minoria. Na última segunda-feira, 2, a empresa anunciou que não oferecerá mais armazenamento ilimitado para assinantes dos planos doméstico, pessoal ou estudantil do Office 365 e ainda reduzirá a capacidade de armazenamento em outros formatos de assinatura.

“Desde que começamos a permitir armazenamento gratuito em nuvem para clientes do Office 365, um pequeno número de usuários fez backup de vários PCs e guardou coleções inteiras de filmes e gravações DVR”, reclama a Microsoft. “Em alguns casos, isso excedeu 75 TB por usuário, ou 14.000 vezes a média.”

Assim, quem tinha armazenamento ilimitado passará a contar com apenas 1 TB. Os planos de 100 GB e 200 GB desaparecerão, sendo substituídos por um de 50 GB que custará US$ 1,99 por mês. O esquema de gratuidade será reduzido de 15 GB a 5 GB, e não existirá mais a possibilidade de guardar 15 GB de arquivos de câmera.

Todas as mudanças terão efeito no começo de 2016. Os usuários serão avisados e poderão manter seus arquivos por 12 meses após a notificação.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ