Android Q

Testamos o Android Q: veja o que esperar da nova versão do Android

Camila Rinaldi 16/05/2019 14h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Dark Mode, privacidade e segurança, navegação gestual, compartilhamento rápido de Wi-Fi e otimização da bateria são os destaques do novo sistema operacional do Google

A atualização de um sistema operacional (SO) possui alguns princípios básicos, entre estes estão a melhoraria a experiência do usuário e a segurança do sistema. Levando isso em consideração, o Android 10 Q será a melhor versão do software do Google para smartphones já criadas. Neste momento, estamos na terceira versão beta que, mesmo não sendo estável, já oferecer uma prova daquilo que podemos esperar ver quando o Android 10 for anunciado oficialmente, em agosto deste ano.


Segundo dados da própria empresa, o Android está presente em 2,5 bilhões de dispositivos ativos em todo o mundo. Esse número, de acordo com a ferramenta de análise da Statcounter, representa 74,85% de toda a participação de Mercado do Sistemas Operacionais móveis no mundo.

Por outro lado, dada a fragmentação do sistema operacional do Google, a última versão do SO não é a mais difundida, como ocorre nos aparelhos rodando o iOS, da Apple. Neste momento, o Android 5 Lollipop, por exemplo, representa 13,5%, o Android 6 Marshmallow 16,9%, o Android 7 Nougat 19,2%, o Android 8 Ore 28,3%, e o Android 9 Pie 10,4%. O restante dos 10,3% são versões inferiores, muito provavelmente de aparelhos antigos em utilização, mas que já não são mais produzidos. É claro que, como o Android 10 Q ainda se encontra na fase de testes, não aparece nas estatísticas da distribuição do sistema operacional da gigante das buscas.

Dadas as características do Android, que se trata de um sistema desenvolvido pelo Google mas compartilhado com diversas fabricantes parceiras, compará-lo ao iOS seria injusto. A Apple desenvolve o software do próprio smartphone, e possui apenas uma linha, o iPhone. Logo, possui muito mais controle sobre a atualização do sistema operacional. Além disso, temos apenas um categoria de aparelhos: high-end.

Dito isso, após a liberação da terceira versão de testes do Android 10 Q, resolvi instalar o pacote beta no meu Pixel 3 e testá-lo. Caso você possua um dos modelos participantes do programa beta do Google, também poderá baixar e instalar a versão beta do Android Q. Ao final deste artigo, você confere como fazer isso.

Primeiras impressões sobre o Android 10 Q

Pela primeira vez, posso dizer que as mudanças na interface do usuário, até o momento, foram muito pequenas. O desenho do sistema operacional está praticamente como o da última versão, com exceção do recurso de navegação por gestos e algumas animações. O que comprova que o time de engenheiros do Google conseguiu encontrar um norte em relação ao visual do Android. O software respira o tema Android Material.

Além disso, a terceira versão beta está bastante estável, como de costume, pois depois disso, teremos apenas mais um pacote até chegar à versão oficial. Contudo, ainda não é possível contar com as novidades mais interessantes do sistema, anunciadas durante o Google I/O 2019, a conferência para desenvolvedores da gigante das buscas, realizada na semana passada. Isso acontece porque muitos serviços não são desenvolvidos ao nível do sistema, fazendo com que tenhamos que esperar um pouco mais até que um novo pacote de um aplicativo esteja disponível para o Android Q.

Dito isso, confira abaixo tudo o que há de novo na versão beta do sistema operacional Android 10 Q.

Android Q: 10 funções e novidades

#1 Modo Escuro para todo o sistema

Agora é oficial, o Google incluiu um botão para ativar o modo escuro dentro das configurações de tela do sistema. Isso vai, finalmente, permitir usar o modo escuro em todo o sistema operacional pela primeira vez. A própria Samsung já permite isso e o Android puro ainda não.

O interesse dos engenheiros da empresa em relação ao modo noturno vem sendo debatido faz algum tempo. A ideia central são os ganhos em economia de energia maior. E este é um claro foco do Google agora. Assim, a partir dos atalhos rápidos, temos um botão para o “Dark Mode” (ainda não traduzido para o português).

Reprodução

Agora temos o Dark Mode direto nos atalhos do Android 10 Q

Além disso, é possível usar essa função automaticamente no Android 10 Q beta sempre que a ativar a economia de bateria, também usando os atalhos rápidos.

Pelo fato do dispositivo limitar uma série de recursos quando configurado no modo economia de bateria, recomendo para aqueles que queiram usar o dark mode sem limitação dos recursos do sistema apenas mudar a cor geral do software usando o botão “Dark Mode”.

#2 Melhorias na economia da bateria

Usando o recurso de Inteligência Artificial para aprender com o uso que os usuários fazem do smartphone, agora é possível definir uma programação com base na rotina das pessoas. Desta forma, a “economia de energia” é ativada quando há possibilidade da bateria acabar antes da próxima carga.

Como podemos perceber, este é o sistema trabalhando para os usuários e não o oposto. Neste tempo em que estou utilizando a função, me pareceu muito mais útil do que com usá-la com base na porcentagem, pois não limita o uso do aparelho quando em 30% de carga, por exemplo, pois sabe que, de acordo com o meu uso e rotina, posso conectar o carregador em 10 ou 30 minutos.

Reprodução

No Android Q, a Inteligência Artificial é usada a favor dos usuários

#3 Conexão e compartilhamento de rede Wi-Fi inteligente

Assim como temos no iOS, da Apple, com a atualização do sistema para Android Q, compartilhar a rede Wi-Fi será muito mais fácil. Sempre que você estiver conectado a uma rede sem fio, poderá enviar ou ler um código QR, rapidamente, e conectar-se sem problemas. Tudo o que você vai precisar é autenticar sua entrada na rede usando a biometria do aparelho ou senha.

Reprodução

Configurar o Wi-Fi está mais fácil e rápido no Android Q

#4 Muito mais privacidade

Uma das principais novidades da próxima versão do SO do Google está relacionada à privacidade, pois teremos uma renovação dos controles de permissão no Android Q, com um recurso que informará quando um aplicativo está sendo usado sem a permissão do usuário. Agora, a partir das configurações do sistemas, está muito mais fácil encontrar a lista de apps com e sem permissão de uso. Isso porque temos uma melhor separação desta função no menu principal, bem como o desmembramento do recurso de localização. Em palavras, está muito mais transparente.

Outra coisa é o recurso de exibição detalhada de permissões, que possibilitará identificar o que os aplicativos estão fazendo com essas permissões. Já a concessão de licenças, oferecerá ao usuário a possibilidade de acesso à localização apenas quando o aplicativo estiver em uso. Essa novidade ajuda a evitar o rastreio da localização em segundo plano.

Reprodução

A preocupação com a privacidade é maior no Android Q

Por fim, uma das funções mais interessantes do Android Q em relação à privacidade é que, pela primeira vez, a barra de status vai ser usada para alertar os usuários quando um aplicativo usar uma permissão confidencial, como a câmera, o microfone ou a localização. Assim, se um app começar a usar a câmera, por exemplo, um ícone da câmera vai aparecer na barra de status, ao lado do ícone de bateria. Além disso, o sistema mostrará uma notificação para acessar rapidamente as configurações de permissão do aplicativo.

Outra novidade que me chamou a atenção é a adição de um atalho rápido ao meu perfil da conta do Google, adicionada ao campo de pesquisas direto no menu de configurações. Isso dá um controle maior sobre a minha conta e outras opções como o gerenciamento de dados de pagamentos e informações de emergência.

#5 Remoção do botão “voltar”

No Android 10 Q, será possível utilizar três formas diferentes de navegação, uma delas é a clássica, com os botões da home, voltar e multitarefas, com design inspirado no PS4. Já as outras duas são gestuais. Nestas, temos a navegação da linha Pixel usado no Android 9 Pie, com o conhecido design “pílula”, e outra, na qual o botão voltar é substituído.

Reprodução

No Android Q temos três formas de navegar no sistema

O uso da navegação gestual total é mais complexo, mas também mais rápido. Eu estou gostando bastante, pois auxilia muito no uso do aparelho com apenas uma mão. Porém, está bastante similar à navegação no iPhone. Para quem não curte a experiência com os dispositivos da Apple, pode ser um problema.

Reprodução

Para navegar entre as telas, podemos usar gestos da lateral do aparelho para o centro da tela no Android Q

#6 Atalho para informações de emergência

O Android Q vai tornar mais fácil o acesso às informações de emergência do smartphone. Ao pressionar longamente o botão para ligar e desligar o aparelho, teremos um atalho para as informações de emergência do usuário do dispositivo. Assim, caso tais dados tenham sido configurados, será possível ver rapidamente informações como contato de emergência, alergias ou mesmo o tipo sanguíneo da pessoa.

Reprodução

Em caso de emergência, o acesso aos seus dados está mais fácil no Android Q

#7 Bem-estar Digital mais completo

Os executivos do Google estão dando muita importância ao recurso Bem-estar Digital. Com o Android Q, será possível limitar o uso de aplicativos específicos, bem como canais de internet que você usa frequentemente para conseguir foca mais naquilo que você precisa, como o trabalho ou sua família.

Chamado de “Focus Mode”, este recurso permite selecionar os aplicativos que têm potencial de distração, tais como notícias e e-mails, e desabilitá-los até segundo plano.

Além disso, temos a adição da função Family Link como recurso do sistema, disponível em todos os dispositivos. Com isso, os pais poderão controlar os smartphones dos filhos, configurando limites de uso diários. No entanto, estes recursos ainda não estão disponíveis para uso no Android 10 Q neste momento em que temos a versão beta para testes.

Reprodução

Bem-estar Digital é uma ferramenta do Google para ajudar os usuários a usar menos o celular

#8 Outras novidades

Durante a conferência Google I/O 2019, tivemos o anúncio de outras novidades relacionadas ao Android Q, como o a função “Live caption”, que habilita a transcrição em tempo real de qualquer vídeo ou áudio que for reproduzido no celular. O recurso funciona com qualquer app (YouTube, Instagram, Pocket Casts e outros) e ainda é compatível com soluções de vídeo chat, como Skye e Duo, e até com vídeo ou áudio gravados pelo próprio usuário. Contudo, ainda não está disponível para testes na versão beta.

Também temos algumas opções de customiação da interface do usuário (UI) e pequenas animações que não existiam antes, como no atalho para transmissão da tela do aparelho. Porém, estas mudanças são mais visuais e vamos disponibilizar um vídeo completo mostrando as novidades aqui no canal. Aguarde!

Android Q: nome e numeração

O Google utiliza o nome de sobremesas para se referir às versões do sistema operacional Android. Contudo, o nome do novo SO é revelado praticamente com o lançamento oficial da versão, entretanto, a empresa já usa a numeração “10” para identificar o SO nas configurações dos dispositivos. Por isso, ainda não sabemos como o Android Q se chamará. Será que "Quindin" seria um bom nome? Que tal Queijadinha?

Reprodução

O Android 10 Q ainda está na fase beta, mas será atualizado oficialmente até agosto deste ano

Android 10 Q: data de lançamento

O Google realiza pelo menos duas etapas antes do lançamento oficial de uma grande atualização do Android. Na primeira delas, a empresa libera uma versão alfa do sistema para desenvolvedores, a qual serve para incentivar a comunidade a ajudar no desenvolvimento do novo software, bem como encontrar erros e adicionar recursos de forma mais eficiente. Em seguida, é liberada a segunda prévia do sistema, conhecida como Beta.

Durante a Conferência para Desenvolvedores da empresa, o Google I/O, a terceira versão beta é disponibilizada para um número maior de aparelhos. Essa versão é mais estável e já é uma prévia de tudo aquilo que podemos esperar do Android 10 Q.

Depois disso, o lançamento oficial da nova versão deverá ocorrer em agosto, como aconteceu com o Android 9 Pie e outras variantes do SO da Google no passado.

Abaixo, você confere como baixar e instalar o Android Q beta no seu smartphone.

Como baixar a primeira versão do Android 10 Q

Se você está interessado em utilizar o Android 10 Q, mesmo na versão não estável, pode inscrever-se no programa de experiência do Android clicando aqui. A atualização ser feita Over-the-Air (OTA) e pode ser instalada em 21 dispositivos diferentes.

Você poderá baixar e instalar as imagens de sistema para estes 21 dispositivos, de 12 fabricantes diferentes clicando aqui. Porém, antes de começar, lembre-se de inscrever seu aparelho no Programa de testes beta do Android.

Reprodução

Este ano, mais fabricantes oferecem suporte ao Android Q beta

E aí, o que mais você mais gostou da nova versão do Android?


Google Android Q Google I/O
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você