Facebook

Facebook vai identificar anúncios políticos com rótulos

Nina Gattis, editado por Daniel Junqueira 24/06/2020 20h22
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Alerta com detalhes sobre quem pagou pelo anúncio passa a ser obrigatório a partir de agosto

Como parte de uma estratégia global, o Facebook informou, nesta quarta-feira (24), que todo usuário que desejar criar anúncios de cunho político ou eleitoral no próprio Facebook ou no Instagram passará por um processo de autorização a partir de agosto. Além disso, os rótulos "Pago por" ou "Propaganda Eleitoral" serão acrescentados nas campanhas.


As autorizações e rótulos começam a valer a partir de hoje (24), mas passam a ser obrigatórios apenas em agosto, quando anúncios com esses cunhos que não forem identificados pelos usuários não mais serão aprovados para publicação.

Reprodução

Exemplo de publicação eleitoral no Facebook. Imagem: Divulgação/Facebook 

Disponíveis desde 2018, os rótulos foram atualizados para garantir mais transparência, já que permitem que os visualizadores dessas publicações saibam quando se trata de uma peça publicitária com conteúdo político ou eleitoral, bem como detalhes sobre o indivíduo ou a organização por trás da propaganda.

A intenção do Facebook é garantir que os usuários saibam o que estão consumindo ao garantir autenticidade e transparência sobre os conteúdos políticos e eleitorais impulsionados em suas plataformas. "Vale ressaltar que cabe ao anunciante cumprir todas as leis e regulamentos eleitorais ou de publicidade aplicáveis no país em que deseja exibir anúncios eleitorais ou políticos", informou o Facebook em comunicado.

Como funciona

Primeiro, é preciso entender o que o Facebook considera anúncios de cunho político ou eleitoral. De acordo com a plataforma, são eles:

  • Conteúdos preparados por, encomendados em nome de ou relacionados a um candidato atual ou ex-candidato a um cargo público, a uma figura política, a um partido político ou que defende o resultado de uma eleição a um cargo público;
  • Conteúdos sobre eleições, referendos ou iniciativas de votação, incluindo campanhas de incentivo ao voto ou eleitorais.

Se o seu conteúdo se encaixa no que o Facebook considera um anúncio político ou eleitoral, então é preciso:

  • Confirmar sua identidade, tenha você um perfil pessoal ou uma página para alguma organização;
  • Confirmar residência no Brasil;
  • Confirmar email, telefone e website;
  • Fornecer CPF ou CNPF, se assim desejar.

Feito isso, o anunciante pode criar um aviso legal e passa a selecionar os rótulos "Pago por" ou "Propaganda Eleitoral" para marcar as publicações que assim necessitarem. Os anúncios rotulados ficarão disponíveis por sete anos na Biblioteca de Anúncios do Facebook para que qualquer pessoa possa saber mais sobre as peças publicitárias.

Via: Facebook Newsroom

Facebook Política eleições anúncios
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você