Apple e Microsoft barraram a criação de um emoji que simula um rifle

O emoji de um rifle que estava na disputa para ser certificado pela Unicode e ser acrescentado ao catálogo de todos os smarphones Android e iOS do mundo não vai mais ser liberado por conta da Apple e da Microsoft. As empresa barraram a criação do emoji pelo consórcio Unicode.

Esse consórcio é formado pelas duas companhias e outros grandes nomes da indústria de tecnologia, incluindo o Google. O grupo é responsável por votar e determinar quais símbolos são adicionados ao alfabeto universal de emojis. O chamado padrão Unicode é o que permite que dispositivos de diferentes sistemas sejam capazes de reconhecer símbolos e mostrá-los aos usuários.

O emoji de rifle estava entre os candidatos pré-selecionados a integrar o novo alfabeto, a ser definido em 2016. O símbolo em questão chegou a ser pré-aprovado e só precisava de um último consenso entre as empresas filiadas ao consórcio para ser liberado e disponibilizado para smartphones e redes sociais de todo o mundo.

O caso é que a Apple discordou da criação do emoji, argumentando que já existe no alfabeto atual um símbolo representando uma arma de fogo. O rifle fazia parte de um seleto grupo de ícones usados para celebrar os Jogos Olímpicos de 2016, que incluía ainda medalhas de ouro e representações de outros esportes além do tiro ao alvo.

A decisão da Apple acabou sendo determinante para a Unicode vetar a criação do tal emoji, considerando a forte influência que a empresa possui no mercado e a "onipresença" dos dispositivos com a marca da Maçã em todo o mundo. Segundo o Buzzfeed News, que revelou a informação, a Microsoft decidiu ficar do lado da Apple nesse debate, que se estende desde o ano passado.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ